02 agosto 2006

PERSONAGEM DA VIDA REAL


Você é solteira. Você mora sozinha. Você é divertida. Você tem um papo legal. Você é inteligente. Você é geração saúde. Você não curte drogas. Você é bem nascida. Você é bronzeada. Você tem a barriga que pediu a Deus. Mas você pensa que tudo isso não basta. Então, você cria personagens pra si mesma. Inventou uma super-mulher que não existe. Inventou uma armadura invisível pra se defender de alguma coisa que nem você sabe muito bem o que é. Você tem medo de se envolver com as pessoas erradas e acaba se envolvendo com as pessoas que não se envolvem também.

E, pra cada história, um personagem. Pra sua família, você é a perfeitinha. A melhor aluna na época de colégio. A filha exemplar. A garota mimada que nunca se envolveu com coisa errada. Pros seus amigos, você é a louca. Você está sempre pronta pra ajudar. Você resgata sua amiga de uma enrascada às 3h da manhã, bêbada. Você atende o celular no meio da noite quando sua outra amiga te liga em prantos. E você sai de onde está porque alguém precisa da sua ajuda. Você é sempre sorrisos. Sempre aquela pessoa alegre que fala bobagem e diverte as outras.

E, pro seu ficante, você criou uma mistura de Sharon Stone com Madonna. A mulher fatal. Moderna. Sexy. Desinibida. Que desenvolveu uma espécie de "corpo-delivery". Ele liga e você vai. No strings attached. E você sai com ele da festa às 5h da manhã. Você é a incansável. A que volta pra casa sozinha às 9h30 da manhã. Que faz cara de paisagem quando ele diz que adorou a noite e responde um “também” quase mudo. Como se não se importasse. Você elogia o cabelo dele quando, na verdade, gostaria de dizer “cara, você é bacana”. Você pede pra ele te levar embora quando simplesmente poderia pedir “me abraça”. Você desestimula qualquer manifestação de sentimento do cidadão. Faz isso desde a primeira vez que vocês saíram. E, agora, está presa ao personagem que criou pra si mesma.

Você é exatamente o que as pessoas esperam de você. Você fala o que elas querem ouvir. Você faz o que elas esperam que você faça. Você se comporta da forma que elas esperam que você se comporte. Você cansou de dar a cara pra bater e resolveu brincar de ser outra pessoa. De encarar um novo papel a cada nova situação. Você analisa a pessoa, descobre o que ela espera de você e puf! Você se transforma exatamente naquilo.

E, numa bela manhã, a ficha caiu. Seu mundo caiu. Você descobre que voltar pra casa, morta, às 9h30 da manhã, não é exatamente o que você queria estar fazendo naquele momento. De novo aquela sensação de estar fazendo tudo errado. Você até seguiu seu coração. Dispensou dois ex-ficantes na noite pra ficar com o cara que você queria. Fez exatamente como queria ter feito. Então, de repente, a Sharon-Madonna entra em ação e põe tudo a perder. Você veste o personagem e é como se você fosse só aquilo. Um corpo. Um sorriso mal intencionado. A noite se torna tão previsível que você já sabe onde vai acabar. Você montou toda a cena, apesar de não ter o mínimo controle da situação.

Talvez, então, seja a hora de deixar cair a máscara. De pedir licença ao público pra ser você mesma. De se permitir errar quando tenta acertar. De mostrar pros seus amigos que, às vezes, é você quem precisa de ajuda no meio da madrugada. Que você não é só sorrisos, tem hora que você chora. Que você gosta de colo também. Que você gosta quando as pessoas são fofas com você e não só quando elas te pegam de jeito. Que você não é esse furacão 24 horas por dia. Que você dorme sexy e acorda um lixo. Que você odeia se sentir só mais uma. Que você, às vezes, se sente um corpo por ir embora de manhã cedo. Que você pode ser a perfeitinha, a louca, a Sharon, a Madonna, a Britney e até a Madre Tereza de Calcutá, mas ainda assim, você continua sendo você. Imperfeita. Única. Cheia de qualidades e defeitos só seus. De saco cheio das pessoas comprarem seus personagens. De saco cheio de acreditar nos próprios personagens que criou pra si. E cheia de vontade de jogar tudo pro alto.

47 comentários:

Gissa disse...

É amiga..
To aki estreiando mais um das coleções de comentários... mais um texto perfeito, de palavras francas e sinceras...
Não me canso de repetir q me orgulho ver minha amiga escrever tão bem.. Desejo-lhe sucesso sempreee!!!
Bjsss!!!

Roy disse...

Credendo vides... Jogue tudo pro alto!

bjx

RF

Ju disse...

Achei tudo tão triste... Espero que vc fique bem! bjinhos

Garota Cafeína disse...

já nós mulheres, éramos consideradas "nada", depois que lutamos pela igualdade, teremos que agüentar as conseqüências... agora temos a obrigação de sermos fantásticas!... ¬¬ palhaçada, né?

gostei do seu post, apesar de ser meio triste! :/

mas vc é ótima do jeito q é... acredita nisso!! e brigada pelos bons votos no meu blog ;D

bjão

Lilian disse...

O seu talento ao descrever situações e os sentimentos que ficam mais escondidos dentro de cada um de nós é incrível...

Fique bem...

Bjs

Seu primo, claro né? disse...

Viciei nessa porra de blog, caralho!
Não consigo deixar mais de ver...
Love you sua praga!

Rodrigo "Kiko" Torres disse...

"Você precisa ser uma grande atriz.
Vender aos outros
que você é feliz."

Se precisar de ajuda no meio da madrugada, pode me ligar. Mas não sou "corpo-delivery". Não sou desses de "umanoiteenadamais". kkkkk

Você não curte drogas??? E o vinho barato?

Beijão pra vc e fica bem.

Luiza Lisboa disse...

Ai Ow, como vc faz isso comigo? Era pra ser segredo, vc me descobriu, me decifrou! Ninguém nunca conseguiu me entender desse jeito! rsrsss...
Amei amiga, sou muito essa pessoa que vc escreveu. Confesso que cansa ser assim, não é a toa que criei um blog chamado "Por trás dos bastidores"
Dizem que é coisa do meu signo, mas não quero seguir o que dizem que sou. Se o signo fala que vc é ciumenta, não vou ser. Se a família sempre falou que vc é tímida, tb não ou ser. Acho que por isso invento personagens, sou o que quero e não o que dizem.
Quando estou na Yôga, tem um momento que temos que fechar o olho e fazer um pedido. Peço pra evoluir cada dia mais e conseguir ser o que sou.
Amei cada frase do texto, obrigadaaaa...
(Nossa, me senti como se estivesse falando com um psicólogo!) hahaha...
Bjim***

Bruno disse...

Nada é mais desgastante do que o conflito entre o personagem e a realidade. O melhor a fazer é dar o grito, ligar o foda-se.

Belo texto, muito legal.

Bruno

Aninha disse...

Tá na hora de jogar tudo pro alto, se despir dessa perdonagem que só te trás insatisfação e mostrar pro mundo a pessoa maravilhosa que vc é.
Nada de esticar a corda.
Vc quer o mundo e merece dele: TUDO!!!
É só ser você que a vida se encarrega do resto.
take care fofa! te adoro!

Tex Murphy disse...

Talvez seja a hora de substituir todos os personagens pela "Brena-blog"... hehehe

Mas devo dizer que o ficante deve achar deveras interessante essa mistura de Sharon Stone com Madonna... hehe

Bjo!

Déborah Tolentino disse...

Um tanto quanto verdade, um tanto quanto triste. Essa aí é só um pouco da Brena que conheço. Essa cidadã luxo, essa amiga sincera, essa diversão garantida. Essa mulher maravilha que sabe muito bem o que quer da vida e resolveu que tem medo de mostrar. Pra si mesma e pros outros. Feliz o dia em que O cidadão que manda no seu coração e nos seus pensamentos descobrir a pessoa iluminada que está perto dele. E burro ele será se te deixar escapar por entre os dedos, pois o tempo está passando. E uma coisa eu sei: quando essa cidadã coloca uma coisa na cabeça, ninguém a segura...
Bjos, dórote!!!!!!!!!!

Ivan disse...

Esse texto traz a reflexão de como é importante verbalizar nossa descoberta de como somos intimamente autoiludidos. Não faz tantos dias assim, escrevi algo sobre a autoilusão e esse seu texto me tocou. Também li os outros dois anteriores. Gostei demais também e vou continuar vasculhando, se me permite.

Leonardo Félix de Souza disse...

The rere´sss simplesmente maravilhoso este texto... Eu me enquadro nele... Eu sou exatamente o tipo do cara que as pessoas esperam de mim, eu falo oq elas querem ouvir e tudo isso que vc disse, mais só que elas não prestam atenção que eu preciso de tudo isso tb...

Sem coment´ssss

Vc falou tudo.........


Quem sabe um dia isso mude, a nós na esperança de sempre mudar, pois damos sempre demais e recebemos uma ´´quantia´´ insignificante...


Beijosssssss

Canutinho disse...

toda super mulher precisa de super carinho, super amigos, super conselho, super colo, super perdão de si mesma... um super homem, super cuidado... toda super mulher precisa admitir que não é uma super mulher sempre...

Ná Jornalista disse...

ooo vontade de mostrar o que eu sou sem me importar c/ os outros...mas como isso parece ser difícil =/
quem sabe um dia consiguiremos?!
Beijos e dias iluminados p/ vc!
Ná Carvalho

Anônimo disse...

Tá na hora de mostrar pro mundo a verdadeira Sarada.

Rebeca disse...

se todo mundo fosse perfeito o tempo todo não teria graça.


=)

beijos

Barbz Nardini disse...

E se vc ficar tanto tempo nos personagens e esquecer quem é de verdade?

Cris disse...

Brena... leia o texto lá do meu canto ! É uma repaginação do teu pensamento , só que na maturidade e focado no plano amoroso...Bj!
PS: Adorei a "cara de paisagem"..não conhecia ..lol ;)

m disse...

Ai, vc ta certíssima... a gente vive criando personagens... Mas pelo q tenho visto vc tem feito isso bastantes vezes ultimamente né? Quem sabe naum seria a hora de passar o endereço do seu blog pra esse cara legal q esta ao seu lado, ai ele ia ver q pessoa legal e única vc é!
bjos

Canelas disse...

Lindas Pernas !!!!!

Além do ponto disse...

não amiga...assim não dá não!
sorry,mas a ficha tem que cair mesmo.ja te disse uma vez e direi outra:linda,loira,lisa e do bem como tu és...não precisa criar ninguém mais aí dentro deti.ser,simplesmente ser já será o bastante.e quem gostar que goste e quem não gostar que se vá.e muito menos esconder sentimentos,se policiar no gostar..não,não,não!cara à tapa e pernas pra que te quero!
força na peruca!
beijão!!!

XandeLima disse...

Olá Brena... fiquei um tempo longe mas estou aqui novamente.

Bem aquele furacão que causa estardalhaços à sua volta, vira o mundo, às vezes tem que se voltar para a calmaria que é o centro...

Se me permite uma pergunta: onde você consegue as fotos que ilustram os seus posts... vira e mexe preciso de uma, mas dificilmente consigo algo com essa qualidade.

Abraços.

Deco disse...

Oi Brena,

Antes de tudo, adoreiiiiii a foto nova, tá linda demais gente, aiaiai !!! Sobre o texto, na medida, na ferida, sensível, transparente, perfeito. Concordo com você !!! Precisamos viver um tempo de máscaras ao chão, onde as pessoas se descubram, se revelem, se mostrem, sejam enfim o que são. Te admiro muito e fico eliz de ver que você está sempre evoluindo. É isso aí! Beijos

Aninha disse...

Mudei não doida!!!

LOL disse...

Ah, dona Brena!

lipeburger disse...

jogue então...jogue pro alto, pros lados, pra onde vc quiser. Você é criação sua! E acho mesmo que todo mundo se inventa o tempo todo. Marketeiramente falando, vc adapta sua oferta à demanda! Seleciona os atributos que um nicho vai gostar e investe neles! Eu sou assim, acho que o mundo é. Melhor é fingir que isso não está acontecendo, creio eu. Ah sei lá, estou meio pouco emotivo demais hoje (nossa que construção frasal é essa G-sus?)! De qualquer forma, vc arrasa sendo quem você quer ser! Tem gente q não acerta uma!

Pensamentos disse...

Belo texto
E é a mais pura verdade..
Eu cansei de ser o que os outros queriam a uns 3 anos.
Vi que a mulher maravilha que eu achava ser .. nao passava de um pedido de socorro pra mim mesma
Parabéns parece que eu te contei tudo isso de tao real que foi pra mim

Bjs

Luciana disse...

Me descreveu. Por completo. Essa sou eu. E ainda não sei se é bom ou ruim, mas sei que cansa, cansa sim.

bjs, adorei o texto.

Bruna disse...

é que chega uma hora que os personagens viram meros atores.


ei sumida! apareça!

bjs querida!
=*

Ingridy disse...

Nem preciso dizer o tamanho da perfeição desse texto né? Caiu como uma luva pra mim!
Adoro seu blog! Mais uma vez.. parabéns!

Paulo Sempre disse...

Bem...fiquei confuso...mas ok. Tudo legal!!!!
Ainda pensei que fosse publicidade comercial...

Beijos
Paulo

Anônimo disse...

oi brena, adoro seu blog, sempre passo por aqui pra ler suas novidades e desta vez resolvi dizer um oi. parabéns por escrever tão bem. abraços, tatiana.

José Manuel Dias disse...

Deliciosa leitura...
Abraço de Portugal!

Walter Carrilho disse...

Eu tb tenho personagens: pro meu banco eu sou o coitadinho, para os meus amigos eu sou o milionário...e para mim eu sou o Mel Gibson!

kuriozza disse...

E nesse mundo de fingimentos a gente perde a própria essência =/

Textos lindos, como sempre. Tenha uma ótima semana!

Ju disse...

Nossa!!! parece q vc leu meus pensamentos!!!
Bjus

Marco Aurélio disse...

Brena

Imagine agora que você não é da geração saúde, já “curtiu” drogas, era o mau exemplo da família e sempre se atrapalhava quando queria expressar seus sentimentos. Quase tudo ao contrario do que você disse, mas nunca criou nem vai criar nenhuma capa ou armadura, pois sabe quem realmente é e gosta de ser assim. Quem sabe esse aí descrito foi ou sou eu?

Bjs

Dani Morreale disse...

Ô xuxu,
você é humana!
E além de tudo isso, é [mulher-infinito], cheia de vida, vontades e sentimentos.

Amo suas palavras cheia de verdades do seu coração.

ps: "Se vc tivesse acreditado nas minhas brincadeiras de dizer verdades, teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando. Eu falei muitas vezes como palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da platéia que sorria." (Charles Chaplin)

Só pra refletir. Beijos infinitos
uma linda semana com muita luz.

Da sua amiga nem preciso falar o que..........

www.nadialopes.blogger.com.br disse...

essa falta de auto estima
esse querer agradar
a incerteza de ser bem quista
gerando o medo de dizer não
e ser rejeitada
esse sorriso sempre a postos
minha fragilidade
duramente encoberta
me disfarcei tanto
que já não me reconheço
essas outras que guardei
tem ares de monstros pecados
não mostrei pra ninguém
não permiti a raiva
o grito
não deixei que a dor saísse
tive tudo controlado
fui assim bem normalzinha
menininha
boa moça,
incapaz de querer mal
parecia tão verdade
esse maniqueísmo bobo
que me fez fazer de conta
que não sou sinceramente
boa-má
médico-monstro
criador-criatura
mas agora me permito
e na corda bamba
me mostro
muito prazer
sou humana!

aposenta a ATRIZ!
beijo

Tacia Munhoz disse...

Obrigada pela visita..
Também andei meio sumida..

Acho que eu tô precisando deixar um pouco a "mascara" cair mesmo. Me identifiquei muito com seu texto... ;)

B-jos

Wev's disse...

Personagens.. somos assim ...as vezes..sempre..até quando???

personagens... não o leve para cama...
quem disse que a vida não é cheia de vias ....

para cada via, muda o personagem..sempre assim sempre assim do mesmo jeito....
Acaba que quando somos nos mesmos estamos sozinhos ...Porque sempre queremos agradar... e as vezes não agradamos nem a nos mesmos...

otimo o seu texto...

Flávia disse...

Porque nessa de ficar vestindo máscaras vc acaba se esquecendo de vc e de quem vc é de verdade.
Nós temos momentos, um dia estamos solidários em outros estamos de TPM. Essa cobrança de auto-perfeição começa por nós mesmos e depois até as próprias pessoas acabam errando.
Falar que não está a fim de algo, que está de mau-humor, que quer ficar sozinha é algo absolutamente normal e as pessoas devem respeitar isso.

No fim todo mundo não conhece sua essência, o seu verdadeiro jeito.

Beijos!! Voltei!

Flávia disse...

Porque nessa de ficar vestindo máscaras vc acaba se esquecendo de vc e de quem vc é de verdade.
Nós temos momentos, um dia estamos solidários em outros estamos de TPM. Essa cobrança de auto-perfeição começa por nós mesmos e depois até as próprias pessoas acabam errando.
Falar que não está a fim de algo, que está de mau-humor, que quer ficar sozinha é algo absolutamente normal e as pessoas devem respeitar isso.

No fim todo mundo não conhece sua essência, o seu verdadeiro jeito.

Beijos!! Voltei!

Anônimo disse...

Where did you find it? Interesting read » »

Carolina Braga disse...

Conheço BEM demais essas personagens e toda essa limitação da maioria das pessoas de se deterem ao óbvio, que por vezes, nem é tão óbvio assim. ;/

Abraço TALENTOSA! =)