19 março 2006

AQUELE IDIOTA


Ele é o cara perfeito pra você. Lindo, loiro e sarado. Mais velho. Rico. Do tipo que manda flores. Um gentleman. Tudo que você faz, ele acha lindo. Ele gosta do cheiro da sua pele (mesmo que você tenha acabado de sair da academia!). Do seu cabelo. Ele compra seu chocolate favorito e leva pra você quarta-feira à noite quando você está deprimida em casa. Ele deixa de assistir o time dele jogar pra ir com você àquela festa da sua tia-avó mais chata. Ele cuida de você quando está doente e ainda diz que você está linda mesmo assim. Ele é o genro que sua mãe pediu a Deus. E o cara pra quem você disse adeus.

Você quer mesmo é aquele mala. Aquele idiota que te faz sofrer. Aquele infeliz que racha conta de três reais com você. Aquela anta paralítica que não tem dinheiro pra colocar gasolina no próprio carro. Aquele ser desprezível que diz que vai te ligar e some. Some. Só aparece na segunda-feira. Isso mesmo. Segunda-feira, dia oficial de ligar pras pessoas de quem nos lembramos quando não temos mais nada pra fazer.

Aquele. Ele mesmo. Que desmarca o cinema com você vinte minutos antes da sessão pra ir jogar bola com os amigos. Que se embriaga nas festas e quer voltar dirigindo pra casa. Que nunca tem dinheiro pra viajar com você, mas que sempre arruma grana pra cerveja e pra coisas de suma importância na vida dele - como despencar de BH no Rio de Janeiro para assistir ao show dos Rolling Stones e voltar no dia seguinte.

Não precisa ser nenhum gênio, nem muito menos a Mãe Dinah, pra saber que o problema é você. A mala, a idiota, a infeliz, a anta paralítica, o ser desprezível é você. É você que sofre de problemas mentais sérios. Que acredita no amor impossível. Nas love-stories. Na paixão que te tira o fôlego e te deixa no chão. Que acredita em tudo isso só porque, quando vocês estão juntos, o mundo parece que pára. E alguma coisa te diz que vocês dois são o melhor plano já feito. E você sente que é imortal. E que tudo é pra sempre. E você confia mais nele do que nos seus próprios sentimentos. E, quando está com ele, você gostaria que cada segundo durasse pra sempre. Que as noites não tivessem fim. Você se sente viva. E trocaria a eternidade por aquele momento. Pelas tardes sem fazer nada juntos. E vocês se comunicam sem palavras. E você é capaz de dizer o que ele está pensando só de olhar pra ele.

E você ainda acredita no amor porque ele te olha nos olhos de um jeito que sua respiração pára por um segundo. E seu coração ainda dispara quando aquela voz linda diz “alô” do outro lado da linha. E ele te liga no final do dia só pra dizer que te ama e que está com saudades, mesmo que tenham passado a tarde juntos. E tudo isso parece tão simples. E ele parece tão seu.

Ele mesmo... aquele idiota...

21 comentários:

Déborah Tolentino disse...

Ele sorri franzindo os olhos e você acha isso a coisa mais linda do mundo... Ele some por 3 dias e te consome cada unha das mãos, e você fica louca... Aí ele manda um bombom no seu trabalho, aquele mesmo do dia em que vocês se conheceram e estavam comendo, lembra? E você já começa a preparar a festa de noivado. E no sábado seguinte ele não liga pra você mas chega aos seus ouvidos que ele estava naquela festa badalada! E você fica arrasada, promete que nunca mais vai atender seues telefonesma! E apaga da agenda o número dele ( que você sabe de cor e salteado...), bloqueia o rapaz no msn, e jura ódio eterno... Até o telefone tocar dnovo, e ele do outro lado da linha pede desculpas e te chama de meu bem... E você sorri toda... E assim continua... Ai, os idiotas, como são adoráveis...
Bjossssss

Gissa disse...

Amiga,
Nao sei pq né, mas me identifiquei mto com o seu texto... mto mesmo!!!
Vc tem consegue escrever as coisas q passam em nossas cabeças e q a gnt cala!
Incrivél!
Já te disse e repito, nao deixe de postar... isso está enriquecendo nossa net!
Bjssss!
Perfeito texto!

Aninha disse...

Adoreiiiiiii !!! E o complemento da Dé ai em cima...rs.
Vou te falar vi! São uns idiotas,imbecis,antas paralíticas mas como viver sem eles???
Pra não falar que não servem pra nada, colocamos eles como parâmetro pra gente comparar e ver o que quer da vida!!!
beijo fofa, boa semana.

Kiko disse...

Brena,
Obrigado pelo elogio.
Também gostei muito do que li no seu blog e pode saber que serei freguês de carteirinha.
Acho que temos muito em comum.
Moro com uma irmã, mas também sinto "o silêncio que nada preenche".
De vez em quando, também me canso de ser "bonzinho" (aliás, não confio em ninguém "bonzinho", aquelas pessoas que falam tudo no diminutivo, que não fumam, não bebem e não falam palavrão, que nunca ficam descabelados e nem com as mãos suadas, que sempre abraçam todo mundo sorrindo...) Fico puto e mando pra PQP.
Também não gosto de convenções. Já quiz me casar em caráter de urgência, mas agora caminho com calma (apesar dos 32 anos).

Só não gostei do sub-título - "Choramingos"! Pelo que vi e li, você não tem motivos para choramingos. Você foi feita pra brilhar e brilha!
Quando aquele silêncio invadir o seu sorriso, não precisa levar seu irmão a força pro teatro, pode me chamar que eu vou adorar.

Beijo,
Kiko

P.S.: Já tentei passar pro Blogger, mas fiquei meio atrapalhado.

Augusto Galery disse...

Assunto delicado... Ainda mais prum homem comentar. Mas, nesse caso, me sinto no direito, já que eu sou do tipo de homem que ia no aniversário da Tia-avó e a tia-avó dizia que era o genro-neto que ela pediu a Deus. Se precisar, eu apresento testemunhas! :)
Tá bom, tá bom, posso não ser o sarado rico da descrição, mas, depois de muito pé na bunda, sendo trocado por esse segundo tipo de homem - e vááários anos de terapia por levar tanto pé na bunda - descobri uma coisa: quem gosta de banana é macaco! Então continuei sendo romântico, mas deixei de ser banana...
Por outro lado - e agora provavelmente serei crucificado, mas tenho que dizer - o mundo masculino, até a década de 80, era bipolarizado, como tudo no mundo: capitalismo e comunismo, oriente e ocidente, McDonald´s e Bob´s... O mundo masculino tb era assim: tinha os trogloditas e os gays (mesmo os heterossexuais que não eram trogloditas eram gays nessa época...).
Mas hj a coisa mudou. Existem um milhão de cinzas entre o preto e o branco e acho que as mulheres, que hj tem o completo poder sobre suas escolhas, precisa descobrir isso. Da mesma forma que os homens ainda precisam descobrir que entre as loiras e as morenas existem 735 tinturas de cabelo (hehehehe, brincadeirinha).
Às vezes as diferenças são sutis, temos que olhar com todo cuidado, mas as diferenças existem e vive la diference!
(Vixe, acabei deixando um comment maior que o post! desculpe por isso..)
Obrigado pela visita lá no Angu! Tb adorei seu blog!
Beijo,
Gu do Angu

Vinicius Factum disse...

Bom dia!!!

Voltarei com calma pra ver as novidades por aqui, mas agora quero só te chamar para ler a história que "Aconteceu coom Justin Berry" e pedir que divulgue para outras pessoas.
Não precisa citar o Blog. Não tenho a intenção de torná-lo conhecido através dessa história.

Valeu! Obrigado!

Vinicius S Factum

joão alguém disse...

Bom dia, amor!

Saudades. O findi não teve a menor graça sem você. O trânsito estava péssimo depois do jogo, o Galo não ganhou (de novo) e ainda fui obrigado a beber 17 cervejas. Sábado não pude te ligar. Minha prima me chamou pro camarote do Jammil. Eu sei, eu nunca te levei. Mas sabe como é... detesto axé!

A pelada também foi ótima. Pena que você não foi. Rolou um churrasco depois. Ah, minha ex estava lá. Mandou um beijo.

Quero te ver. Quarta-feira, 18:30, te pego na academia e vou pra sua casa. A gente namora um pouco. Depois eu vejo o jogo por lá mesmo. Põe a cerveja pra gelar, ta?!

Te amo. Beijão.

PS: escrevi um poema. Não sei como ele foi parar no porta-luvas do seu carro. Corre lá! Senão o bombom derrete e eu não ia me perdoar.

Walter Carrilho disse...

Então eles se casam, tem filhos, se separa...O cara não manda a pensão, ela chama o advogado, ele faz acordo, ela fica feliz...ele não cumpre o acordo, ela reclama, chama o advogado...

Só nisso vão 10 anos!

Daniela Mann disse...

Olá Brena, gostei do texto!
O seu blog está muito bom!
Um abraço amigo,
Daniela

loirinha disse...

Escrevi mais ou menos sobre isso no meu blog dia 15/03!! Depois olha lá!!!
Bjos!!!

Mineiras, Uai! disse...

hunmmmm Menina, que texto óóótemo foi esse!? Adorei... Tb já passei por isso. A gente é tão burra, né? Já leu aquele blog, muléburra? Infelizmente é verdade, a gente passa a vida tentando entender os homens e fazer com que eles nos entendam... Mas não tem jeito, afinal, as mulheres são de VÊNUS, e os homens são de MARTE, uns ETS, marcianos, verdes, fdp, q não têm a menor voa vontade de sequer tentar nos entender!
Bom, mas isto já é assunto pra um post!
Taí, quem sabe não apareço no mineiras com um textículo (por favor, não me entenda mal) sobre este assunto?
rsrsrs ;)

Beijinhos

Ana Letícia

Flávia disse...

Nem tudo é perfeito nos homens. E nós tbm não somos perfeitas para eles, afinal se fôssemos gostaríamos de assistir todos os jogos de futebol com ele e não iríamos reclamar de falta de atenção! rsrs

Eu gosto de futebol, deve ser por isso q (tbm) me dou bem com meu namorado...hehehe

Primeira visitinha. Adorei!

Beijos!

Joao Guandalini disse...

Guria, nao seja tao fatalista, o meio termo é uma boa pedida! Nem o fdp que te pisa e te faz de gato e sapato, nem o Poliano moço, recem saido dos desenhos do Ursinhos Carinhosos, tudo em excesso faz mal inclusive a moderação, hehehe Beijos, se cuida!

vanessa disse...

Brena Brena

Agora fiquei de queixo caido...Verdade...verdade e verdade. Claro não vamos gerneralizar mas a maioria de nos tanto mulheres como homens tb faz isso. Claro que as mulheres são campeãs e amar os "idiotas". Seu texto tá demais e garanto serve de referencia a muitas pessoas. O pior a gente passa por isso e só da valor pro mala sem alça né. rsrsr Beijus linda. Tem post novo ...passa lá.

vanessa disse...

Brena Brena

Agora fiquei de queixo caido...Verdade...verdade e verdade. Claro não vamos gerneralizar mas a maioria de nos tanto mulheres como homens tb faz isso. Claro que as mulheres são campeãs e amar os "idiotas". Seu texto tá demais e garanto serve de referencia a muitas pessoas. O pior a gente passa por isso e só da valor pro mala sem alça né. rsrsr Beijus linda. Tem post novo ...passa lá.

Déborah Tolentino disse...

Claro que vc está incluidíssima neles beim!!!!!
To esperando o texto... Bjokssssss

Sara disse...

oi Brena... hj vou passar rapidão só pra agradecer a visitinha...
Tô com um montão de trabalho por aqui...
Volto com mais calma pra conhecer melhor seu blog, ok?
E apareça sempre que for afim...

bjão

luma disse...

Passamos por isso até reconhecer que alimentamos um sentimento que não é recíproco! É duro aceitar que estamos sendo usadas. Assim como os homens, a mulher também gosta de conquistar. Essa vontade de conquistar vem muito da baixa auto estima. Talvez fosse a hora de rever seus sentimentos e colocá-los acima de tudo!!

Sou mineira do sul de minas, Pouso Alegre! Conhece? Beijus

Lilian disse...

Adorei...(como todos os outros)
tb já passei por isso... rs
bj

Renato Teixeira de Albuquerque disse...

Vcs são lindas, mas não acham que o tempo é vida? Vcs vão acabar velhas e obedientes aos seus maridos, preocupadas com os filhinhos imbecis do futuro. A faculdade deles, a comida que faz mal, e por aí vai.Depois os netos serão o xodozinho e etc.
Por que não pensam em mudar essa deprimente realidade ao invés de fazer blogs caçando homens e fazendo fofoca?

Anônimo disse...

I like reading your site for the reason that you can always bring us new and cool stuff, I think that I should at least say a thank you for your hard work.

- Henry