15 maio 2006

AS TARDES DE DOMINGO


Este é só mais um texto sobre as tardes de domingo. As tardes de domingo de uma cidadã solteira. Avulsa mesmo. Sozinha. Em casa. Mora sozinha. Almoça sozinha nos finais de semana. Dorme sozinha. Acorda sozinha no domingo com a cara borrada de maquiagem da noite anterior. Viaja sozinha. Dirige sozinha pela estrada. Dança sozinha em casa com o som alto. Chora sozinha. Uma cidadã que está cansada de todos acharem que ela é uma super-mulher. E ela se sentir uma menina ainda. Carente. Intensa. Que quer abraçar o mundo. Que tem preguiça profunda de gente que mente. De gente que se entrega pela metade.

E a cidadã enfrenta mais uma tarde de domingo daquelas que não se tem nada pra fazer. Ninguém pra quem ela gostaria de ligar. Seu celular toca uma vez. END. Toca duas. END. Toca três. END mortal. E ela começa a colecionar números. Sete cidadãos ligando no mesmo final de semana. Seis ENDs. 160 contatos no MSN. 32 bloqueados. Alguns scraps com cantadas baratas no orkut. 492 amigos. Zero sentido nisso tudo.

A cidadã-super-mulher-de-uma-figa é metida a entender os homens. Mas não entende nem sobre si mesma. Não entende como consegue não se apaixonar pelo vizinho que lhe mandou uma cesta de café-da-manhã porque a viu uma única vez na vida. Uma cesta deliciosa com um bilhete mais do que gentil. Um convite pra sair que nunca saiu do papel. Ou porque ela não se apaixonou por aquele cara que cozinhava quando ela tinha preguiça de sair pra almoçar. E a recebia em casa com taças de champagne na mão e um sorriso no rosto.

E ela não entende o que leva um cidadão a convidá-la pra sair. Buscá-la em casa num carro importado que vale mais do que seu apartamento. Levá-la ao melhor restaurante. Ser um gentleman. Pagar a conta. Abrir (e fechar!) a porta do carro. Depois sumir. Aparecer novamente. Sumir. Aparecer novamente. A cidadã simplesmente não entende porque ele não some de vez.

A cidadã-filósofa-barata-de-merda entende é que os homens fazem tudo errado. Que não adianta abrir a porta do carro, se ele não abre o coração. Que não adianta mandar flores, se ele não manda no rumo da sua vida. Que não adianta convidar pra sair, se ele não a convida pra fazer parte da vida dele. Que não adianta passar a noite se, no dia seguinte, ele some sem dar notícias. Que não adianta pagar a conta se o que ela quer mesmo não tem preço.

E a tarde de domingo vai chegando ao fim. Aquele gosto azedo de segunda-feira no ar. Pra começar tudo de novo. Sozinha. De saco cheio de promessas baratas. De bocas aleatórias. De pessoas que nada sabem a seu respeito. De carinho com muita mão e pouco sentimento. De músculos fortes e cabeça fraca. De agenda cheia e vida vazia. Uma cidadã sem saco pra joguinhos. Que fala o que pensa. O que sente. Que não passa vontade. Mas que, às vezes, não liga pro único cidadão que ela quer por puro medo de ser mal interpretada. Por puro medo de dar tudo errado. Essa cidadã acha que controla o futuro, mas morre de medo dele. E não controla a própria vida. Muito menos os próprios sentimentos. E lá vai ela começar tudo de novo. Com aquela pose de super-mulher. Aquela barriga dura e aquele coração mole.

59 comentários:

Luiza Lisboa disse...

Adorei!
Mesmo morando com meus pais,me sinto assim as vezes!
Vc é uma cidadã-super-mulher siiiiiiiim!!!
Te adoro!

Aline disse...

E viva as super mulheres!!!
Textim show!!

The bjos!

Aninha disse...

Super-Duper-Woman...
vc tem que ler agora o meu último texto. Das coisas que a gente não leva da vida...e o resto, o resto a gente já sabe: é fase querida!!!
Tenha fé que essa fase vai passar e que algo muito bom espera por nós!!!!!!!!


beijos e otima semana!!!!

Anônimo disse...

Bem achei mto interessante o texto, e posso concluir que trata-se de uma mulher altamente independente, mais que consequentemente está pagando um alto preço pela sua conquista, pois "nós homens" achamos que essa tão falada independência ainda não foi despertada e sempre estamos nos preparando para esse fato que hoje já uma boa é realidade. Bjs pra vcs mulheres cidadãs.

Bela disse...

Parabéns pelo texto, Brena! Muito bem escrito, inteligente e perspicaz!

Dani Morreale disse...

Ai flor. Não preciso falar nada com você! Já sabe né cidadã! Não passa vontade não. Você pode. Intenso mas exageradooooo até demais. Amoooo

Beijossss

Mineiras, Uai! disse...

Brena, muito lindo! É muito legal ver a capacidade que você tem que colocar seus sentimentos na ponta dos dedos, e transferi-los tão brilhantemente para a tela do PC!
Um conselho: FAÇA O QUE QUISER! LIGA, CHORA, SÊ VOCÊ MESMA! CONQUISTA SEUS IDEIAIS, SEU LUGAR NO MUNDO! VOCÊ É! VOCÊ PODE!
Beijo
Ana Letícia

Daniel disse...

a angústia de um domingo persistente
assim, como se já não bastasse

engolir o medo, de uma vez e sorrindo
como se assim tudo assim soubesse

já morreram as tuas flores, aquelas
como se em gesto houvessem existido

não há como esconder, é tarde
essa enorme vontade de amor,
como se já não velasse obviedade

domingo é dia, e do tanto que liga
não fecunda o sentimento, só molha
como se já fosse pedra, teu chão

----
é, eu sei, tanta palavra não basta.
mas, como ser direto numa distância sem quilômetros?
como se já não fosse longe, o abismo do um coração.
(e esse a gente mesmo cava)
----

de um milagre esperado que não era aquele
como se já não fossemos todos descrentes

tua mão calada em carinho guardado
como se já não fechasse todo encanto

todo jogo, cena, conquista e cama
como se a vida fosse aposta

assassinar falsos amores, possibilidades
como se já não nascessem mortos

a angústia de um domingo persistente
como se já não precisasse

Lilian disse...

Adorei o texto.... parabéns!
bj

Karlyanne disse...

Menina!!
Quando foi que você me conheceu tão bem?
Quando foi que ficamos tão íntimas, a ponto de você me descrever no teu blog? rs...
Verdade... Esse seu texto faz, hoje, total sentido em minha vida...
Como você está?
Uma ótima semana, tá?!
Beijinhos!

Feio disse...

Poxa...adorei seu texto tb, menina super...
fiquei fã, vai ter de me aturar agora aqui

m disse...

Oi... a solidao é triste... mas procura tentar ver o lado positivo !!!
bjos

Déborah Tolentino disse...

Ai esses domingos que despertam sentimentos apagados no sábado a noite... Os programas irritantes na televisão, que só servem pra lembrar que ops... amanhã é segunda! mas a gente ainda sabe tirar felicidade de onde só parece ter tristeza... A gente tem a gente, poxa!!! (tudo bem que a gente queria mesmo é ir ao cinema com direito a pipoca gigante e abraços apertados com o paquera, né...). Afff plus triplicado!
Adoro-te cidadã!!! Você é diversão garantida, figura... bjos da ex-afro dé (kd o sol??? hunpf)

Wev's disse...

Sem essa tá.. vc disse uma coisa bem verdsde sabe.. daquelas coisas que fiquei o final de semana todo pensando...

270 amigos..( zero sentido nisso tudo) é verdade.. mandou bem

Dra.Daniela Mann disse...

No amar-ela há um balão para si!
Beijinhos

gissa disse...

Amiga,
O mais triste de tudo é q eu conheço essa cidadã ai q vc refere no texto... É exatamente o q está escrito, infelizmente!
Mas não deixa "aquela" cidadã cruzar os braços, preciso muito dela, pois deixando tudo isso q ela sente de ruim, digamos, eu consigo ver um valor muito superior q esse no brilho do olhar.. a sinceridade de ser ela e ser tão amiga!!!

P.S: Essa cidadã é minha melhor amiga, SABIA???

Bjsss e fica com Deus!

Luiz Gustavo de Sá disse...

Oi!!

Domingo é um dia danado mesmo, quando estamos mais susceptíveis a um auto-confronto. Não sei se é pq tudo fica muito parado ou por causa da tradicional ressaca dominical( no sentido figurado, não necessariamente alcóolica).
Vc sabe transmitir muito bem o que sente pelo que pude ler em seu blog.
Bom para mim, que posso ter mais uma chance de compreender a alma feminina.
Obrigado pela visita
bjs

Sarah disse...

Domingo é osso.
sozinha então, pior³³ ainda.
sem nada pra fazer, vixe, nem se fala!
com 6 ands no celular ainda! ninguém merece!

+ agora vou passar estar + aki aos domingos, aí serão menos ruins! ;)

adorei!
:***

lipeburger disse...

brenda, deixa eu te dizer: que texto lindo! Mas olha não há solidão que dure pra sempre, isso é fato. Parece chavão, mas aparece do nada! Não faça planos...saia com o ricaço do carro e se é isso que ele tem a oferecer, talvez ele seja vazio mesmo. Ou não...
Alguém vai chegar e te oferecer um coração inteiro. Talvez alguém já tenha oferecido e vc recusou. Quem sabe esse alguém já não escreveu um texto em seu blog descrevendo as mazelas de seu coração recusado. A vida é assim mesmo...Difícil!!! Enfim, a hora que eu souber de tudinho, te conto! Beijos

Karlyanne disse...

Ai, menina!
Antes fosse o domingo mesmo. O motivo da deprê é outro... bem outro. E começou justamente numa terça à noite infernal. A passada, diga-se de passagem. Mas tudo bem. Eu aguento... rs... Que venham as terças!!!
Boa semana!
Beijocas!

Vivi disse...

É interessante como momentos ruins redem excelentes textos. Quando estamos hiper-felizes, não sai uma linha. Mas quando a triseza bate à porta, seríamos capazes de escrever um longo romance.
Adorei seu blog, muito bem escrito! Parabéns!

_rodrigo disse...

Saber estar sozinho é a grande preparação para dividir a vida com alguém.

Cristina Boeckel disse...

Mas toda tarde de domingo é uma bosta. Mesmo quando a gente tem alguma coisa para fazer. Um certo desconforto, sabe? As tardes de domingo parecem que ficam suspensas no tempo. Pelo menos, me parece que você é uma pessoa muito querida pelos seus amigos. E, convenhamos, magnetismo é uma coisa que não se encontra em qualquer esquina...

Flávia disse...

Domingo à tarde é um martírio pra qualquer um: casado, solteiro, namorando, com filhos ou sem. Sempre aparece aquele começo de nhaca que a segunda nos dá.

Conforme passa a semana, tudo volta ao normal...hehehe.

Beijos!

Flávia disse...

ah, blog novo na área:

http://texeflanacopa2006.blogspot.com

Beijos!!

Rodrigo "Kiko" Torres disse...

Essa angústia do domingo é dura! Mas nem todo domingo é assim. Procure lembrar-se das manhãs de sol no Minas, corridas sem ressaca, churras com amigos, os passeios em Macacos, cineminha no fim da tarde, almoço com amigos inteiros...
Nem tudo está perdido!
Domingo que vem tem mais!

O Blog tá bombando mesmo! Parada obrigatória todos os dias!
Beijos.

Srta. Oliva disse...

Cantada em scrap de orkut eh a coisa mais brega do mundo!!!! hahahahaha

Mas eu acredito q nessas horas de solidão a gnt tira forças de onde achava q não tinha mais. E por isso vc eh, sim, uma mulher forte. :)

Bjoks!!!

Karina disse...

Flor, kd tu no MSN, heim, heim, heim???
E, sobre o post, IMPRIMI pq tu colocou em palavras tudo o que eu SEMPRE quis colocar e nunca consegui.
Sei EXATAMENTE como é essa vida.

Tex Murphy disse...

Ô Brena, não tem o que não entender sobre você não se apaixonar por esses caras. É muito óbvio, se a eles falta o principal.

Você não se interessar apenas significa que vc pensa e sabe o que quer. Sabe que só irá perder tempo e não será feliz com tipos assim...

Mas você acaba encontrando alguém, é que a ansiedade e o medo da gente é que atrapalham qdo estamos nessa situação!

Bom, a Flávia já avisou que nós fizemos um blog comunitário pra Copa, se vc for das meninas que gostam de futebol passa por lá!

Beijo!

Gio disse...

Hum...tenho mania de pular de blog em blog, numa dessas achei o seu.
Numa mnha de quarta feira (q saco!)
Adorei seu post, explica que nem tudo é como as pessoas veem.

Carmen disse...

AAAAAAAAAAAhhhhhh!!!
Parece q vc escreveu isso pra mim, pelo q eu to vivendo agora... Para o mundo q eu quero descer!!! Juro q eu quero...
parabéns pelas suas palavras...
Bjaummm

Seu primo predileto disse...

Ai The, adorei o texto... Love you

Momoberry disse...

A voz transmite os sentimentos.
Alivia ou agrava.
Acalma ou enerva.
Suaviza ou irrita.
Espalha o amor ou o ódio.
Modele a sua voz.
Busque 'escutar-se'.
Fale sem afetação ou azedume.
Se estiver pessimista, faça silêncio.
Respeite os ouvidos alheios.
Ponha bons sentimentos na voz.
Escolha os assuntos.
Fale de coisas sadias e alegres.
Faça-a 'subir' tão alto que
exalte o amor
verdadeiro e cante as
esperanças da felicidade..
A voz é um sublime dom que
Deus nos
deu para construir a alegria e a paz.

nadia disse...

Brena, vira e mexe eu volto aqui, e confesso que só não estas nos meus favoritos de leitura obrigatória por que tema algo aí, que me lembra minha fase negra entre 25 e 30,ansiedade, desassosego solidão danada, me procurando em bocas e braços alheios, tristeza generalizada, vazio que gerou num péssimo casamento...putz, acho que não gosto de lembrar de mim...nessa fase que mais parece um péssimo roteiro do Almodóvar, eu a beira de um ataque de nervos...ixi
se posso te dizer alguma coisa depois de tantos anos disso, é que "a vida é que acontece enquanto fazemos outros planos", certos vazios ninguém pode preencher além da gente mesmo..e enfim ficar sozinha deve ser um grande barato e não uma grande dor..
beijo, sossega...

Deco disse...

Brena,

Este não é apenas mais um texto. Aqui, ali, aí e por toda parte a história se repete. Sei bem o que é isso... Vazio. Solidão. Sensação terrível de engano, mesmice, falsidade. Cansaço. É isso! Estamos todos cansados de tudo - e de todos. Por isso escrevemos. Para liberar, para trocar e para expulsar esse nó do tamanho do mundo de dentro de nós.

Parabéns! Escrever assim, se expondo e mesclando realidade com doçura é para poucos.

Um beijo,

Deco

joão alguém disse...

Sobrou algum biscoito da cesta do café-da-manhã?


* A resposta que eu escrevi pra Dé sobre o telefone serve pra vc tbm, viu, cidadã!?!

Laura Pantaleao disse...

ei colega! amo seus textos! e me identifico muito com eles!
continuo por aqui, mas já com a passagem de volta - ou melhor dizendo, sem volta - marcada. pro dia 10 de julho. quero passar uma temporada com meu pai, meu irmão e meus sobrinhos em uberaba, mas em agosto já devo me instalar em bh. marcamos uma cervejinha?

bjo

Vinicius Factum disse...

Oi, Brena! Tudo Bem? Olha, tenho uma proposta lá que pode ser interessante para aqui... Não, não vou contar agora. Dê uma passadinha lá pra ver.
Ah, esse blog já faz parte do "Vale a pena".
Abçs!

ferdi disse...

Oi, Brena!
Acabei de descobri seu blog e me depoaro com um texto que diz tudo o que se passa aqui dentro nesse momento.
Vc escreve muito bem. Adorei!
Voltarei sempre!
Bjosss

Vinicius Factum disse...

Bom dia, Brena!

Sobre a proposta de ser colunista lá no Blog, a minha intenção é que seja tema aberto (a critério de cada um)... Não foi a toa que linkei o seu site... Quanto aos dias, a princípio não pretendo estabelecer datas... No decorrer, a depender de quem permaneça sim.
Um abraço e aguardo matéria!

Joao Guandalini disse...

Pois então, essa angustia tambem tem versão masculina ou alguém acha que papinho mole de "eu-sou-foda-pego-todas" dura por muito tempo? No way, na verdade, falta coragem dos homens em assumir que amam, que querem e foda-se o que os amigos vão dizer... Mas um dia essa porra toda se acerta, fica sussa... hehehe Beijos, saludos!

Girassol disse...

ADOREI!!!

Perfeito tudo o que vc disse! E olha, me vi lendo sobre minha vida. Isso me leva a crer que nós mulheres estamos cada vez mais solitárias, nos travestindo de super-mulheres, idealizando príncipes encantados, qdo no fundo tudo o que queremos mesmo é um pouco de carinho, amor e proteção.

Parabéns pelo blog!

Alex Duvier disse...

TODOS OS CORAÇOES DO MUNDO ESTÃO DENTRO DESTA MULHER!
A SOLIDÃO NOS FAZ PENSAR, MAS NOS ENSINA A CAMINHAR, COM UM OLHAR CRITICO PARA COM AS PEDRAS QUE COMPÕEM O CAMINHO!
SEI O QUE ESTA MULHER DIZ, POIS CONTINUO SOLITÁRIO...
PORÉM ACREDITO NO AMOR, ACREDITO NA VIDA, E NUNCA ME FECHO!!!
É POR ISSO QUE CONHEÇO A MIM MESMO...POIS AS PEDRAS DO CAMINHO SERÃO A BASE PARA A CONSTRUÇÃO DA MINHA CASA NA COLINA!
A MINHA VIDA...
BJOS.

Aninha disse...

44 comments heim...bombando a POP STAR das letras!!!
I have to tell you about last night!!!
Uhullllll
:)

Marco Aurélio disse...

Brena

Deve ser duro ficar assim tão só. A maior parte da vida passei fazendo feito aquele cidadão que você disse. Até encontrar o amor de minha vida e ai não deixei escapar. Casei-me com ela. Saia com as garotas, claro que num carro que deve custar um décimo de seu apartamento, e ia e vinha e depois sumia. Tenho certeza que um dia vai dar sorte feito eu. Você tem cachhorros? Tenho atualmente 6. Quem tem cães não fica só. Até os mendigos tem. NUNCA ficarei só. Basta adotar um amigo canino que estiver nas ruas.Ou ficar lá com eles.
Mudando de assunto,Qual é o número mínimo de cores para colorir um mapa de maneira que dois paises vizinhos estejam coloridos com a mesma cor?

Um abraço

Marco Aurélio

fernanda disse...

Ah, Brena, realmente gostei muito do jeito como vc escreve! (posta mais, viu?)
valeu pela visita. Eu sou de BH, sim!
Bjosss

Joca disse...

Brilhante a sua capacidade de nos transmitir sentimentos.
Parabéns.

Joca

Joca disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Joca disse...

Baseado no seu belo texto , fiquei inspirado e escrevi-te algumas linhas (arquivo em Word), QUASE sem sentido.
Eis o link:

http://linkadas.castpost.com/Breena.doc

Não é vírus!!!!!

Até

Joca

Moita disse...

Brena

Cada dia vc fica melhor. E eu mais apaixonado pelos os seus textos.

Um cheiro

Bruna disse...

eu sou apaixonada pelas suas palavras, sabia?
domingo é um dia tão solitário, que a cor dele é sempre cinza. mesmo com o sol lá fora.
bjs, querida!
=*

Aline disse...

Adorei! As suas palavras apesar de tristes são verdadeiras acontecem com muitas pessoas! Conheço muitas pessoas que vivem nessa solidão! Mas creio que tenha cura....não vou me apronfundar....! Mas se quiser conversar e que eu fale =p
Beijokitias =***
Dorei demais seu blog!

Momoberry disse...

Realmente o msn hoje é muito água sem açucar... Era tão bom dá info nos paqueras, ver qual o ident dele qual o quit... no msn plus eles até tentam fazer parecido mas nada se compara ao mIRC

Cristina Boeckel disse...

Oi, Brena.
Sim, eu sou amiga da Luciana, do Mundo Sem Noção. Estudamos juntas na faculdade e trabalhamos no mesmo emprego aqui no Rio de Janeiro por quase um ano, até ela ir fazer mestrado na Bahia.

TOM disse...

"Bru, vc falou a mais pura verdade. Agora, culpe a mídia que cria bundas sem celulite em photoshops, peitos de silicones e loiras-burras acompanhando homens ricos. Aff
Beijos"
o mundo é perfeito =]

MAÍRA LABANCA disse...

putz! lindo!

"solidão é lava...."


bjos

Fred disse...

Oi, Bruna.
Agradeço por você ter chamado meus textos de "brilhantes", mas acho melhor ainda saber que a pessoa que fez esse comentário foi a mesma que escreveu esse texto. Brilhante é isso.
Beijão.

RAQUEL disse...

Afff
pq a gente explode intensidade?
pq cobramos intensidade?
Um dia me curo disso, juro!
Bjuus

monisa disse...

Adorei o texto ! so lembrando as circunstancias sao apostas a Fe, tenha fe que suas tarde de domingo regadas a pipoca e guarana ao lado do seu principe chegara! isso e so uma fase preparatoria que Deus esta te dando para quando a verdadeira ben'cao chegar vc dar valor!! nada vem facil principalmente aquilo que mais queremos ! mas "Batei e abrir-se vos a, pedi e recebereis" a fe move montanhas tenha Fe! foi assim comigo!!