10 maio 2006

TUDO IGUAL

Você já ouviu várias histórias sobre “igualdade entre homens e mulheres”. Já ouviu também várias histórias sobre Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e Fada Madrinha. Pois bem. Você quer aquele lindo. Mas acontece que você nasceu mulher, ou seja, a menos que ELE te convide pra sair, sua linda história de amor acaba aqui, nesta linha.

Não importa se você tem 13 ou 31 anos, certas coisas nunca mudam. Se você nasceu mulher, vai ter todos os homens a seus pés, mas sua sentença será bancar a desentendida sempre, para que eles pensem que ELES estão no comando. Deixar que eles tomem a iniciativa sempre (seja lá qual for o quesito). Caso contrário, você será execrada pelo resto da sua existência por estar fazendo o papel que o homem pensa que é dele.

Alguém, por favor, me explica o que é essa cultura machista que transforma a mulher na caça e o homem no caçador. Por que nós, mulheres, temos que esperar a boa vontade dos homens de convidar a gente pra sair?

Eu posso dirigir de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro. Sozinha. Ir e vir de onde eu bem entender. À noite. De madrugada. Administrar minha própria casa. Pagar minhas contas. Trabalhar. Cuidar da minha própria vida. Sair de manhã e voltar à noite. Ser dona do meu próprio nariz. Mas, na hora que estou do lado de um homem, preciso me tornar um ser “indefeso”, ser o que não sou de verdade. Fingir uma fragilidade que não existe.

Por que os homens se assustam tanto com essa nossa independência? O que é essa cultura machista em que o homem precisa ser mais inteligente que a mulher? Mais forte. Dirigir melhor. Mais rico. Ter mais poder. Estar no comando da empresa. Ter o poder de decidir se vai ou não te convidar pra sair. Vai ou não assumir um compromisso. Vai ou não te pedir em casamento.

Quer saber?! Essa falsa igualdade entre os sexos está cansando a minha beleza. Você é igualmente independente. Você viaja sozinha no seu próprio carro. Pilota como um homem. Troca pneu no meio da estrada. Sabe o que é uma correia do alternador. Troca lâmpada. Instala chuveiro elétrico. Conserta a descarga. Prega prego na parede. Pinta a escada. Faz leg-press com 140kg. Mas experimente agir como um homem. Beijar vários no mesmo final de semana. Fazer sexo com pessoas aleatórias. Flertar com o bonito da academia e convidá-lo pra sair. Não, não pode.

Pro inferno então com esse papo de igualdade. Vou rever meus conceitos. Parar com esse blog e fingir que não sei escrever. Que não tenho opinião formada sobre assunto nenhum. Bater meu carro por aí. Assistir Ana Maria Braga e aprender a cozinhar (tudo bem que eu sei fazer ovo cozido, mas meus amigos dizem que isso não conta). Me tornar uma “lôra burra”. Colocar 300ml de silicone em cada peito. Passar as tardes no salão de beleza. Na academia. No clube. Vou abandonar tudo e ser dondoca. Comprar um poodle e tosar o pêlo dele com aqueles pompons nos pés. Arrumar um homem velho e rico que pague minhas contas. Todas elas, por favor.

E viva a desigualdade.


P.S.: Tudo mentira, viu, gente?! Continuo aquela mesma Brena que tem forte atração por vinhos baratos e por homens mais novos que racham conta de três reais. Aff.

27 comentários:

Gissa disse...

Ô vontade de aderir a essa outra realidade pra ver se dar certo mesmo, mas não troco por nada minha idependência tb, amiga! A vantagem ter termos os pulsos firme é q sempre levantamos rápido dos "tombos".. dane-se essa desigualdade... O q importa é q nós somos simplismente NÓS o tempo todo e foda-se o resto!!!

Uh!
Agrades plus do texto!!!
Parabéns mais uma vez Bre!

Bjusss...

Rodrigo Moinhos disse...

Parabéns Brena. Muito legal seu blog!
Não consegui ler tudo, ainda! Mas prometo ler!
beijo

Natty disse...

Oi Brena...
Poxa, minha primeira vez aki e confesso que adorei..
Quanto a "igauldade desigual" que teimam em enfiar nas nossa brilhantes cabeças femininas, creio que seja uma forma de contextualizar uma realidade muito mais machista do que feminista...Na verdade, acredito que a desigualdade dos sexos sempre irá prevalecer..mesmo pq, o homem e a mulher são seres completamente distintos...não que eu aceite as situações citadas por vc, de forma alguma...mas o homem e a mulher entendem-se como complementos um do outro, não possibilitando uma igualdade, uma vez que um depende do outro para se tornar completo...
beijos no coração
PS: voltarei com mais tempo para ler seus outros posts

Laura Pantaleao disse...

hahahahaha! rachar conta de três reais? putz!
amiga, tô voltando pro brasil em julho ou agosto. e não sei se volto pra cá não...

bjim

Srta. Oliva disse...

**Clap Clap Clap!!!**
Ótiiimmooooo!!!!
Eu lendo aqui só ficava concordando com a cabeça.

E tbm se fosse td igual ia ser mto chato. :) Eu gosto de algumas diferenças mas realmente tem outras q são patéticas.

Bjos!!

Flávia disse...

Hahaha...rachar conta de 3 reais é fogo!
Olha, tem muita gente que sonha em encontrar homens ricos e levar uma vida de dondoca. Coisa mais fútil, né? E mesmo assim não sabem nem cozinhar..hehehe

Eu sou do jeito que sou com o Tex, não me poso de delicadinha, mas em certas ocasiões sei fazer charminho...rsrsrsrs. (logo ele lê isso)

Beijos!!

Déborah Tolentino disse...

Quando vi a foto do post pensei que o texto fosse começar assim: "quando eu era nadadora..." kkkkkkk...
Quando li que vc ia rever seus conceitos e até aprender a cozinhar, quase caí da cadeira.. kkk plus!!!!!
mas é isso aí... homens pagam a conta, mulheres fazem charminho, são eles quem ligam no dia seguinte, a gente que decide se quer namorar ou não, mas eles que precisam fazer o pedido e por aí vai... Quando muda uma coisa qualquer desse sistema, sai de baixo!!! Parece que o mundo virou de cabeça pra baixo! E então a gente vai caindo, levantando e aprendendo a jogar o jogo... AFFFF!
Bjos!

Bruna disse...

e quer saber?
papinho mais antigo esse de desigualdade, né não?
fala serio! as mulheres SEMPRE foram iguais (se não superiores) aos homens, e agora que a gente esta descobrindo isso não dá pra dar passos para tras!
amei de paixão seu texto, pra variar!
bjss queridonaaa
=*

Walter Carrilho disse...

É isso aí. Igualdade já: quero ver mulher puxando cadeira para eu sentar. Pagando as minhas contas. E me defendendo de bandido.

Ué? Não é, para ser igual? Ah, assim não brinco mais...

joão alguém disse...

só pra te lembrar que você ta me devendo R$1,50!

Gustavo Coelho disse...

Mocinha linda,

Páre de reclamar de barriga cheia. Que homem que não te convida pra sair, heim? Bjs

Dani Morreale disse...

Que isso!

Igualdade? palmas pra essa beldade que sabe colocar a coisa certa no lugar correto.

Acho que sou uma mulher-macho.Quero dizer, na exatidão das referências eu sou a Dani que levanta copo, peso e homem nas costas!!!!

E nem acredito que ainda tem gente que tem coragem de ser dondoca, passou o tempo né gata, betie page deu sinal. E nós seguimos o trajeto, viva critério de avaliação. hahahaha

você arrasa e eu amo!
Beijos Brena tudooo de bom

Daniel disse...

Isso eu já sei..

Não devia procurar.
Não devia iludir.
Nem devia apaixonar.

está na hora de aprender,
mas aprender por que?

Se eu sei o que é impossível?
Se eu sei o que é ruim demais?

Não há como evitar, não.

Minha vida, de paixões eternas
Devia deixar em paz.

De você eu já sei de tudo.
Mas insisto assim mesmo

Tex Murphy disse...

Concordo com a Paty. Tem coisas que é bom que seja diferentes, outras que não há necessidade.
E tem coisas que vc citou que não tem cabimento nem pra homem. O conceito de homem pegar todas pra mim é uma babaquice sem tamanho... sair beijando todas, sei lá, eu não sou assim.. é uma só e é aquela lá que vai ser...

Mas mulher adooora fazer um doce de vez em quando, não? hehehe

Agora, pra uma coisa eu sou machista: fico doido de raiva qdo a Flávia ganha de mim no NBA ou no FIFA.. hehe... Isso é inadmissível!!! :-)

E por falar em Flávia, ela é do jeito dela sim, mas só ela se acha indelicada. Ela não é. Talvez um pouquinho estabanadinha só.. hehehe

Beijo procê!

Aninha disse...

Essa loira não tem nada de burra! E tá certíssima em bater o pé e contiinuar esse "mulherão" independente e decidido ( é mais ou menos qse sempre assim né Brenoca?)
Quer quer. Não quer...Tem quem queira!!!
A gente sabe que essa "dependência masculina" só é usada em momentos propícios pra fazer um charminho e conseguir o que a gente quer, né não?
beijos!!!!
Arrasou, mais uma vez.

Augusto Galery disse...

Ei, Brena,

Angu atualizado, a pedidos.
Já estamos de volta a São Paulo. Não deu pra gente encontrar dessa vez... Fica pra próxima, tá?

Qto aos homens citados no seu texto, aí vai minha maravilhosa teoria:
Mais auto-estima pra esse bando de reprimido! Que é pra eles ultrapassarem a fase anal e deixarem de querer tudo controladinho e conhecidinho!

Marcia disse...

Tenha um ótimo fim de semana! Beijos

Daniel disse...

:-) sempre.

Rodrigo "Kiko" Torres disse...

Todo dominador precisa de um dominado... toda relação desigual só existe se houver aceitação de uma das partes... a tal da co-dependência, tá ligada?...
Quem foi que falou pra vc, mulher inteligente e independente, que as coisas precisam de ser assim???
Me decepcionei com sua postura. Achei que vc era do tipo que convida alguém pra sair quando quer. Do tipo que canta um cara só pra ver ele ruborizar.
Já tentou? O que te impede? Que consequências catastróficas poderiam ser desencadeadas por essa atitude pífia?
Sempre fui atraído por mulheres independentes e atiradas... elas me instigam. Me sinto orgulhoso por estar AO LADO de mulheres com esse perfil.
Quando pago a conta, não é por obrigação, mas por querer agradar, fazer um carinho à mulher amada.
Quando abro a porta do carro, é pra mostrar o quanto aquela mulher é importante para mim.

Experimente! Acho que mulheres que tomam a iniciativa sempre se dão bem!

Beijos,
Kiko

MAÍRA LABANCA disse...

Ser independente por que? Para quem? Inteligência para quem admirar? Para gente mesma e olhe lá... Fazer o quê? A diferença fundamental talvez seja uma palavrinha só: sensibilidade, coisa de mulher, de gay ou de homem comprometido ou muito bem casado, artigo extinto enfim. Concordo com tudo, até a parte do velho rico que paga as contas passa muito por minha cabeça hehehe... Queria muito ser tola, mas não sou, nem somos. Adorei o texto, desabafastes por mim.

Obrigada.

Ps.: Morro de ciúme de vc, o Daniel não me aceita no orkut dele de forma alguma disse que eu sou Barbie e que Barbie no orkut dele só vc...

Beijo!

gissa disse...

Amiga,
É engraçado a minha expectativa de vir aqui no seu blog e ver q tem novidade... adoroooo seus textoss!!!
Sou cumplice de dizer isso, masssss, preciso reafirmar...
Vejo seu sucesso em todos eles!!!
Investe!!!
Bjsss e tenha uma ótima semana!

Feio disse...

Não dirijo e não sei o q é uma correia de alternador.
Mas cozinho muito bem e não me importo em ser caça.
Não ligo de não ser o mais forte, mas sou um protetor legal.
Vc pensa muito parecido comigo

Anônimo disse...

Que bosta.

leonardo félix de Souza disse...

The renes adorei esse texto também !!!!

Vc é demais para escrever, não sabia que tinha tanta facilidade !!!

E outra, coisas que tocam o coração da gente !!!

Simplismente LINDO DEMAIS !!!!

Não preciso nem falar né !!!


Maravilhoso

XandeLima disse...

Como o feio já disse, também não sei o que é a corrente do alternador, mas sei trocar a bosta do pneu pois o maldito teima em ficar vazio.

Mas vá lá... eu também não ligo de ser caça e até acho que as mulheres poderiam demonstrar mais essa independência quando quiserem, saber o que quer e mostrar que quer... Para mim é qualidade.

Sugestão: seja o que você quer ser. Seja sincera, acima de tudo, aos seus sentimentos.

Abraços.

RAQUEL disse...

Vc tem toda a razão!!!
Infelizmente acho que os homens são os que dirigem as relações pelo menos no inicio... temos que ficar esperando ele ligar, esperando ele aparecer, fingir que nao temos ciumes, senao eles se gabam, fingir que nao vemos ele olhar a bunda alheia!
Afff
Bjuuus

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto de Grande autoria, excelente e magnífica letras.verbos..e o que eu achei muito bonito..Sua forma de resgata a finalidades.beijos!!!
Brena Braz