07 novembro 2006

TEORIA DA INVOLUÇÃO AMOROSA


por Brena Braz e Deco Toledo

Porque é assim e não de outra forma.

Nenhum de nós precisou comer pedra e ir entalado para o hospital, para saber que pedra não se come. A gente simplesmente sabe. Porque lá trás, quando um cidadão iluminado criou esse mundo, algumas coisas foram determinadas... Entre elas, que pedra é para construir, não para comer. Da mesma forma, quando encostamos a mão numa panela quente, rapidamente retiramos, antes de nos queimar. É um reflexo. Um instinto de sobrevivência. Nosso cérebro age em frações de segundos. Não precisamos pensar antes de tirar a mão e nem derretê-la na danada da panela, simplesmente tiramos, automaticamente.

Mas nos contem aqui... Por que esse instinto de sobrevivência ou esse automatismo lógico não funciona com nosso coração? Por que nosso coração não sabe o que é bom ou ruim pra gente? Por que ele não fala com todas as letras “sai fora antes que você quebre a cara”? Por que ele não fala se é ele o primeiro a se dar mal?

Ao contrário do cérebro, nosso coração não evoluiu ao ponto de saber definir o que é e o que não é bom para nossa vida. Volta e meia estamos envolvidos em relações sem nexo, sem paixão, sem razão nenhuma de ser. Envolvidos num duelo entre o pensar e o sentir, entre o saber e o descobrir. Envolvidos com pessoas que “semi-portavam” um outdoor dizendo: Eu não sou para você! Nós não temos futuro! E nós cegos, ou melhor, insistentemente cegos, momentaneamente cegos e propositalmente cegos, vamos lá conferir e ver no que dá... Vamos lá pagar o preço, perder nosso tempo, nossos beijos e quebrar a cara mesmo sabendo que no fim, mais uma vez, não vai dar em nada.

Deus! Jesus! Santo Antônio Casamenteiro! De onde vem essa insistência? Essa mania de querermos algo que sabemos (de antemão) que não vai dar certo? Por que duas pessoas que têm essências, hábitos, desejos e sonhos tão contrários se envolvem?

Chamem de química. Paixão. Atração. Desejo. Seja lá o que for essa coisa louca, algo nos leva a insistir em relações com pessoas que não têm nada a ver com a gente. E que nunca dariam certo e que nunca dão, efetivamente. Você gosta de passar os finais de semana nas montanhas, curtindo a natureza, tomando sol nas cachoeiras e fazendo um rapel. Ela passa as tardes no shopping, falando ao celular como uma louca e torrando o cartão de crédito em coisas fúteis. Você é quase uma atleta, nunca fumou e gosta de música sertaneja. Ele curte música eletrônica, é playboy e acha que drogas ilícitas são o máximo. Enfim... Por que é que está tão na cara (dos dois) que não vai dar certo e queremos ver até onde vai? De onde o coração tirou que ele pode ser independente e seguir na direção contrária da razão (aquela, que nos avisa o tempo inteiro: sai daí)?

Será que, no futuro, estaremos evoluídos a ponto de nos atrairmos somente pela pessoa certa? A ponto de coração e razão entrarem em acordo. Ou estamos fadados a viver pra sempre dando cabeçada por aí e nos envolvendo com as pessoas erradas?

Acreditamos que os opostos não se atraem, mas insistimos em opostos, em contrários, em pessoas super-nada-a-ver. Insistimos e aprendemos. Talvez por isso existam tantas pessoas erradas... Aprendizado. Preparação. Porque quem não vive o errado, não valoriza o certo. Seria perfeito amar sem sofrer, ter sucesso e dinheiro sem trabalhar, seria – e seria fácil, sem graça, sem valor também. Essa mesma razão que nos leva pensar: Por que eu insisti? Por que eu caí nessa outra vez? Nos leva a concluir que a vida é assim... Que razão e emoção não costumam falar a mesma língua e que o amor é isso mesmo, meio loteria, meio destino, meio loucura. Não queira entender... Apenas sinta.


..................................................


Gente!!! Esse texto foi resultado de uma parceria perfeita com o Deco, do Trilhas da Vida.
E essa foto perfeita é uma fusão da foto dele com a minha! Além de escrever tão bem, Deco é essa fera no Photoshop e conseguiu me deixar linda assim. Anda, clica logo no link dele aí em cima pra ler os outros textos bacanérrimos que ele já escreveu.
Obrigada sempre pelo carinho, pelos comentários lindos, pelos emails fofos e por todo mundo que enche aquela comunidade de gente bacana! Vocês me matam do coração qualquer hora!
Beijos, amores.

46 comentários:

Gissa disse...

Que sucesso, amiga!
Adoreiiii..
Entrei no blog do seu amigo Deco tb!
Nossa... Bela parceria! Estão de parabéns! Sem contar a foto q foi de ótimo gosto!
Bjusss!

Sucesso sempreeeee!

cynthia disse...

adorei la e cá!
beijos

Deco disse...

Franjinha,

Gostei demais dessa parceria nossa, viu?

Obrigado pelo link imperativo (que tipo obriga o povo a clicar - hahaha) e pelos elogios. Vale dizer não usei photoshop, apenas efeitos de saturação do Picasa, ou seja, você é bonita mesmo, por dentro e por fora.

Beijinho!

Tiago disse...

tens razão. não dá pra sentir a liberdade sem a angústia de se estar preso... e assim se vai. parabéns aos dois.

Tiago disse...

tens razão. não dá pra sentir a liberdade sem a angústia de se estar preso... e assim se vai. parabéns aos dois.

Daniela Mann disse...

Penso que bem no fundo do nosso ser, há uma voz interior que nos avisa. Uma inquietação que se tenta sobrepor à paixão, para nos poupar mais uma asneira! Mas, a carne é fraca... he he he
Beijinhos Brena e parabéns por mais um excelente post

fernanda disse...

eita!!! Superrrrrr bacana! Tem corações que não combinam mesmo, mas o de vcs, De e Brena..almas gêmeas na ponta dos dedos! Demais! Amei, e me identifiquei com essa história do princípio ao fim; já errei muito e sinceramente, acho que nessa vida, coração e razão não se encontraram...e nem vão! E como vcs disseram, eu tbm não quero entender, só quero sentir! Beijos, Parabéns, mais um, mais um...

a superlativa disse...

pois é BRena... sempre que venho aqui levo um tapa na cara, um "acooooooooooorda superlativa" rs
mas... apesar dos pesares, e das dores... somos feitos para isto... para amar... para tentar amar... e o sofrimento faz parte deste caminho... experimentar... mesmo que pareça errado, mesmo que pareça incerto...
e cá entre nós... depois q passa... eu acho uma graça incrível em cada uma das minhas histórias...
é certo que eu bem q gostaria de apagar algumas... masssssssssss... se não posso... vivo com elas...

Emanuelle Félix disse...

Opaaaa!!! Menos textos para ler rsrs.

Vocês formam uma boa parceria e não parecem ser opostos; isso é um bom sinal rs.


Bju Brena.
Volte a me visitar ok!

Inez disse...

Você tem razão...comentei no Deco porque não resisti a vcs dois juntos...é muita perfeição...rsrsrs, mas não tinha vindo ainda aqui e irei comentar aqui tb pois vc sabe que sou tua fã de carteirinha. A junção das fotos ficou perfeita...o texto ficou demais...estou sinceramente "orgulhosa" de vocês!! rsrsr...Parabéns linda, tenha certeza que qualquer parceria onde vc estiver no meio vai ser sucesso...vc + Deco!!!É the best !!!Beijos

lipeburger disse...

bre, não há nada demais em conviver com alguém oposto, desde que vcs coabitem em um terceiro lugar. Ele pode ir pro shopping enquanto vc faz trilha e a noite vcs se encontram pra contar como foi...

A única razão pela qual não se deve viver algo com alguém é a falta de vontade de. Tá...falta de caráter tb não rola! De resto, tudo se arranja! O que seria do verde se todos gostassem do amarelo - mamãe já dizia!

Eu acho super chato estar com alguém que concorda comigo em tudo. Não almejo me relacionar com um espelho...Afinal, vc procura um homem ou um análogo de vc com um detalhezinho a mais (esquece o inho que ninguém merece)!

bjs

Dani Morreale disse...

Nuuuuuuuú... Arrasaram
"... amor é isso mesmo, meio loteria, meio destino, meio loucura"

Se a gente entendesse a fórmula das receitas mais saborosas, no minímo não teria o valor necessário.

Se a gente entendesse os limites para ir além da lenda, não saberíamos o gosto do prazer, do mistério, da vida!!!!

Ameiiiiiiiiiiiiii essa história de escrever juntos, eu quero! eu quero!!!!

Lindos demais.

Amiga infinito, mó orgulho tenho docê.
Besú

Feio disse...

A gente nunca vai aprender isso, até pq, o divertido é ir testando, pode ser doloroso na hora, mas depois a gente ri. Aliás, muito bonita vc

Rebeca disse...

lindoooooo, cada palavra...
mais verdadeiro impossível!
quebrar a cara não é gostoso...mas o gostoso é o frio na barriga q a gente sente pouco antes de quebrar a cara!
amei...
quero mais!!
beijos

Tiago disse...

e depois de 2h e 43 min de tc... apenas sinto.

Mineiras, Uai! disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mineiras, Uai! disse...

Belo trabalho na foto, surpreendente texto. Gostei demais da parceria! Posso pedir bis? Bjos e obrigada por compartilhar conosco tão interessantes observações com seu jeito peculiar de escrever e expor suas idéias. Como sempre, vc está de parabéns, Brena, adoro o seu blog e sempre venho ver se tem coisa nova...
Bela

Juliana Marchioretto disse...

oi Brena

sabe o que eu acho?
de verdade?

a gente sabe quando está com a pessoa errada, mas continua insistindo pq, se conseguir fazer dar certo, vai ser um feito e tanto.

todas as vezes eu soube que não daria certo. as amigas falam, a mãe fala, o grilo falante, dentro da nossa cabeça fala.

e a gente finge que não escuta, mesmo escutando.

belo texto, moça!!

**
beijo

Roy Frenkiel disse...

Oia Brena, nao li este texto, infelizmente meio corrido, mas li o suficiente pra poder te convidar a escrever pro Reacao (www.reacaocultural.com). Se estiver interessada, entra em contato comigo? imeu: relimelech@hotmail.com

bjx

Lindinha disse...

Estou aqui para agradecer e retribuir a tua visita.
O Deco é tudo de bom mesmo!!!
Vim te desejar um final de semana repleto de coisas boas, energias positivas e desejos realizados.
E que tal um strip-tease? Passa lá em casa... Tô te esperando!
Beijo no coração...

“Decifra-me... ou devoro-te... Arrisque-se se for capaz.”

Marco Aurélio disse...

Brena

Como disse o pai da psicanálise :

“Não somos donos de nossa própria morada” e é por isso que nosso “coração”, como você disse metaforicamente, não escolhe. Pelo menos no meu caso, os opostos se atraíram. Sou desorganizado, agitado agressivo, confuso dentre outras mazelas e ela é o contrário. Tenho certeza que encontrei a pessoa certa e espero que ela também. Já te fiz um convite e está na última postagem o caminho. Se for vai conhecer ela lá.

Bjs

Moita disse...

BRENA

Os opostos se atraem para depois descobrir que conviver é diferente de atração.

Deviamos ser a favor do amor livre. Escolhia-se uma pessoa pra conviver e outras pra se aTRAIR. rsss

1 cheiro

Mikas disse...

Os sentimentos não dependem da razão!!!!! QUalquer tentativa de controlo é pura ilusão.

Lu e Silvinha disse...

Bela parceria. lindo texto. parabéns... beijones

Jany Cavalcante disse...

VC realmente escreve muito bem.
ADorei e voulincar vc pra ler sempre...Adoro ler, mas morro de preguiça de escrever...Espero ter paciência de escrever no meu blog, que por sinal já fechei pra balanço várias vezes.

Daniela Mann disse...

Querida Brena, vi seu comentário no meu amar-ela do blogspot e venho esclarecê-la: O perfume nas lâmpadas é super eficaz! Vaporize as lâmpadas com seu perfume preferido, depois o calor da lâmpada liberta o cheiro pela casa! É uma delicia! :)
Beijinhos

Moita disse...

De tanto não ser você, nas fotos que posta, que eu pensei que fosse Angelina Jole, ou Jolie, como ela quer que se escreva. Numa produção heavy metal.
Lindona você é.

Já que você não gosta do Omi, eu vou mandar uma loa.

Gente que tem lucidez
que conhecem Brena Braz,
ou que já a leram talvez,
acham que ela é demais.
Experimente uma vez
e deixe-a se for capaz.

1 cheiro

Jany Cavalcante disse...

Brigada pela visitinha...O link já tá lá viu?
SObre a lista, ela realmente é beme extensa, mas são coisas pra se realizarem em quase 3 anos...
Eu não sei se terei paciência, talvez refaça esse projeto.
Bom,beijão e volte sempre.

Saramar disse...

Querida, querida, de que adianta buscar explicações?
Como você mesma concluiu, basta sentir. Ou melhor, só nos resta sentir (risos).
E é tão bom! Mesmo com as dores, as quedas, as madrugadas submersas em lágrimas, tudo vale a pena enquanto estamos submetidos a esse feitiço.
O resto, depois se resolve.

Beijos

Roberta Vasconcelos disse...

Bela foto, bela parceria e claro belo texto! Antes de entrar aqui tava lendo um e-mail que recebi com um texto do Veríssimo que se chama 'Pessoa errada', se quiser ler depois te mando!

Sucesso!

Rodrigo Borges disse...

Ei, volte mais vezes, tava estranhando a ausência. Vou aproveitar e colocar teu link, pq este blog aqui é ótimo! =)

Emanuelle Félix disse...

A parceria rendeu comentarios ein Brena rs... Estamos esperando a proxima atualização dos novos parceiros!

Obrigada pela sua visita.
Acordar com o canto dos passaros é maravilhoso. O som da natureza traz paz !

Um beijo

Laura Pantaleao disse...

ei brena, há tempos não passava por aqui!
bela parceria e belo resultado (foto e texto!)
bjs

Marco Aurélio disse...

Brena

A dualidade entre razão e emoção é uma ilusão. Não existe uma interface que as separe. Não acredito que razão e emoção devam entrar conflito e sim estarem em parceria. Não são antagônicos, mas sim complementares e colaborativos. Penso que temos que dominar todas as ferramentas que temos disponíveis para sobrevivermos neste mundo louco e sermos felizes. Você perdeu o show de ontem. Usei a emoção e a razão lá. Prefiro não explicar.Foi muito bom. Quem sabe uma próxima vez!

Bjs

Juliana Marchioretto disse...

pode copiar a lista!! rsrs
bjo

Feio disse...

brigadim pelo link!

Natália disse...

Ultimamente tenho pensado menos, viu... Acredito que um dia a gente entende o por quê de todas as coisas! ;)

Beijos!!

Marcia Domingues disse...

É uma situação "compliqueicham", infelizmente tem coisas que acontecem sem nos darmos conta...Hei essa lindona é você! Beijocass

Marcia Domingues disse...

Brena, amada...acabei deixando o endereço errado, sou a Marcia do Alma, hahahaha

Desculpe a confusão, bjussss

XandeLima disse...

Não li ainda, estou aqui para avisar que estou voltando à ativa.
Bjs.

Lilian disse...

Adorei!!! Texto, foto... tudo perfeito como sempre.....
Bjs

Lilian

Cris disse...

Brenita...texto lindo, afinado... e o lindo, como você, parece sê-lo também no interior ( coisa rara ) ..Parece que vocês estão comprando um bilhete de loteria premiado...com o mesmo número!Bj

Aninha disse...

Parceria de sucesso e palavras mais que certas!
Bravo Brenoca!!!
bjo

luma disse...

Brena e Deco, eu diria como diz o ditado "Quem não arrisca não petisca" e vamos viver as diferenças, que no meio delas sempre existe um ponto em comum que pode ser algo além do amor; carinho, amizade, companherismo, tudo que a cumplicidade possa produzir.
Beijus no cêis!!

Girassol disse...

Sem dúvida essa parceria deu um belíssimo resultado.
O texto está fantástico e não podia fazer mais sentido.
Penso que a dica final diz tudo:
"Não queira entender, apenas sinta", certas coisas não foram feitas para as vivermos com a razão, o «porquê» talvez seja um mistério que nos acompanhará para sempre.

Obrigado pela visita! =)
Beijinho.

Luiza Lisboa disse...

Êêêêê!!! Tá aí tudo que eu precisava nesse momento!
Fusão perfeita essa de vc com o Deco, dois escritores maravilhosos!
Bjim!!!