24 janeiro 2007

O TEMPO DA SUA VIDA


Você termina seu namoro de longa data. Você chora até secar os setenta por cento de água do seu corpo. Você sai na rua e olha pra placa de todos os carros iguais ao dele pra ver se é o cidadão. Com o coração do tamanho de um pistache sem casca. Querendo vê-lo mas, no fundo, morrendo de medo de vê-lo com outra. Será que ele está com alguém? Será que está namorando? Será que está pegando todas nos axés e micaretas por aí? Você não faz a mínima idéia de como ele está. Se mudou de emprego. Se deu certo aquele projeto pelo qual você estava torcendo. Se ele voltou a fumar. Se ele continua falando aquele inglês com sotaque californiano (lindo!). Você simplesmente não tem mais notícias dele. Daquele cidadão que era o mundo pra você. Daquele cidadão que foi pro hospital chorando no seu colo e fez você chorar junto por medo de perdê-lo.

Seu mundo caiu. Você ficou sem chão. Você ficou sem o amor da sua vida que agora vai ser o amor da vida de alguma outra por aí. Você ficou sem aquele cidadão que acreditava em você mais do que você mesma. Que acreditava nos seus projetos profissionais quando você mesma não tinha sequer uma pista de que a coisa ia dar certo. Na verdade, você ficou sem a outra parte de você. Arrancaram seu coração e você não acreditou que conseguiria sobreviver sem ele.

Recomeçar sozinha não é tarefa das mais fáceis. Você chora na volta pra casa depois da melhor balada. Você chora no dia dos namorados que você passa sozinha. Você chora no dia do seu aniversário que ele não está presente. Você chora simplesmente porque o coração aperta e está vazio. Você chora porque sente a falta e não queria sentir, porque gosta dele e não queria gostar, porque agora você não tem mais pra quem ligar no final do dia e jogar conversa fora. Você chora porque é domingo e está chovendo e está muito mais frio do que estaria se ele estivesse do seu lado.

Então, sua vida anda. Você não encontrou outro cara bacana. Ninguém substituiu o lugar de amor da sua vida. Você agora é quem mais tem que acreditar em você e nos seus projetos. Você não tem mais por quem chorar, o que, de certa forma, é bom porque você não agüentava mais aquele chororô. Você não precisa dar satisfação se quer viajar pra praia ou se simplesmente quer ficar em casa sozinha sem fazer nada. Você aproveita as tardes de domingo chuvosas pra ler um livro e relaxar a cabeça. Aproveita também pra descansar o corpo daquela noite de sábado quebradeira que durou até às oito da manhã. Ninguém vai te ligar meia-noite só pra te desejar boa noite então você pode estar em qualquer lugar do mundo e com o celular desligado dentro da bolsa sem te xingarem depois. Você pode ter quantos amigos homens quiser sem ninguém te encher o saco porque fulano ou sicrano te liga demais. Você pode ficar na piscina sábado à tarde com seu vizinho saradíssimo sem ser importunada por telefonemas do tipo “você está aí com quem?”.

Até que, um belo dia, sua vida, que havia andado, te joga um laço, te golpeia pra trás e coloca aquele cidadão na sua frente de novo. Ham??? Como assim, cara pálida? O tempo passou. Você mudou. Sua vida mudou. Seus projetos mudaram. Você deu um passo à frente. Você cresceu e se transformou em você inteira. Uma versão completa de si mesma. Você deu conta da sua vida muito bem sozinha. Você passou a acreditar mais em você do que em qualquer outra pessoa. E agora é tarde demais quando ele diz que quer voltar. Você já descobriu que voltar é retroceder. Andar pra trás. E essa sua nova versão jamais permitiria isso.

50 comentários:

rafa disse...

Cada texto é melhor q o outro!
é anda pra tras não dá!
Mas o destino neh,quem sabe se essa cidadã tinha que fica longe desse cidadão por um tempo pra quando se encontrarem se a hora certa mesmo.
VAi entende.

Tudo de bom!
Parabensss!

beijos

Bruna disse...

ai ai, essa menina depois que ficou famosa não visita mais as amigas!! hahahaha

brincadeira, amore!!

lindo texto, como sempre!
e que nós todas sejamos capazes de um dia chegar a essa versão completa de nós mesmas!!

bjsss querida!
=*

Bill disse...

Karamola, algumas verdades servem para qualquer corpo...
Realmente no giro do mundo tudo muda, saber crescer, superar é o melhor de tudo isso, do choro, da dor, das duvidas...
Mas saber que conseguiu estar completa sem precisar de outra pessoa é sempre bom, assim o próximo amor será ainda melhor...
Perfeitas suas palavras... Como sempre...

;*

pam disse...

Putz, pode ser que voltar é retroceder. Mas, e se tu ainda gosta dele? Daria um braço por ele? Ain, com certeza eu ficaria balançada e bem no fim, voltaria.

Anônimo disse...

Só tenho a dizer uma coisa: crescimento gera sofrimento e vice-versa. Crescer dói e doer faz crescer. Parabéns Breníssima. Bjs

ALDO disse...

A tristeza e o sofrimento sao medidos de acordo com a expectativa que geramos...
o viver, o permanecer, o caminhar sempre acontecerao...
a dor fica pra sempre, ainda mais qdo a traicao ultrapassa o fisico
e atinge a alma...
sempre conseguiremos superar, sobreviver, assim como alguem que fica aleijado
sem esperar...
mas a falta daquilo que esperamos sempre estar ali continuara em algum lugar dentro de
nós...

adoro sua forma de ver as coisas...aplausos pra vc brena

bjao do amigo aldo

Roy Frenkiel disse...

Nada eh fixo, ne? Nada eh definitivo. Eu nao acredito que seja possivel voltar no tempo, fisicamente. Acredito em segundas chances, especialmente quando voce descobre que nao precisa mais da pessoa, se juntar eh so porque quer. Gosto do filme Eternal Sunshine of a Spotless Mind, com Jim Carrey e Kate Winslet, em que isso eh representado em uma metafora sombria.

Acredito em segundas chances, mas tambem acredito na evolucao. Adoraira, porem, sofrer menos em separacoes.

Bjx

RF

Bebel disse...

Querida,

Vamos fazer uma camiseta que diz assim:
A fila tem que andar!

beijos e quando aparecer pela cidade maravilhosa, pleeeeease de um alô!

bj

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Brena:

... e infeliz daquele/a que deixar a sua vida andar para trás.
Seguramente tem um sem número de hipóteses de se arrepender... e depois já é tarde.
Bonito.
Vou linkar o seu blog lá no Estados Gerais.


Um beijo,

palabras con ningun sentido disse...

Brena, jajajaja, entre que mi portugues va por los palotes y que tus textos son tan bellos como extensos, ha sido una ardua tarea la lectura.
Te envío un cariño muy grande desde el Río de la Plata

Amorexia disse...

Me asomo por curiosidad y oh sorpresa me llevo!!! el blog esta muy lindo! voy a aprender portuguez bien para disfrutarlo mejor!!!
Un saludo!!

Sueli disse...

Brena, você pinta a realidade com tanta verdade! Só quem já passou por isso, assim como eu, sabe que acontece assim mesmo, exatamente como você escreveu, vírgula por vírgula. Pena que quando um romance termina, a gente sempre se esquece disso e tem que passar pelo processo do sofrimento antes de reconhecer que foi melhor assim ... Beijo grande! (Muchas gracias pelo link!)

Dulce disse...

Eu adorei o texto,melhor os textos, tem muito tempo que não visitava seu blog (desculpa). Tô fazendo propagando, o povo está adorando.

beijos

david santos disse...

Olá!
"Querendo vê-lo mas, no fundo, morrendo de medo de vê-lo com outra"
Parabéns.
Obrigado.

Paulytas disse...

Lindona!
Primeiramente adorei que vc me linkou!
"Segundamente", o seu texto é simplesmente a realidade em forma de palavras! Absurdamente certa, garota!!! Isso sempre acontece... Às vezes até parece a Lei de Murphy, mas de repente, o momento certo é esse segundo encontro, a vida é cheia dessas e a gente só entende mesmo depois de muito tempo... Quando entende, né?
E "terceiramente"... A "amiga" do meu blog, sou eu mesma... O final ainda não aconteceu... Ainda não desencanei do cara... Mas, vamos ver até onde vai, né? hehehehe!
Beijos

PSousa*Bancada Directa* disse...

Amiga, todos temos de olhar para frente, pois tudo para trás é passado e no futuro e presente está a vida.

Abraço e gostei do seu blog, está bem construido.

Por isso vai estar nos links de Bancada Directa.

Ná Jornalista disse...

Elaiaa hein Brena,não cansa de estapear a minha cara e eu não canso de persistir no erro...
Sem palavras para as suas palavras..tudo o que tinha que ser dito, vc já o fez!

Bom restinho de semana ;p

Beijo Ná Carvalho

raquel disse...

Brenaaa
queria ter a sua força para nao retroceder, to passando por uma fase punk, trash!!!
bjuuus

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
Que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu gesto de carinho
Soberbo...

Conceição Bernardino

Juliana Marchioretto disse...

querida, brigada eplo link!
sobre o texto... fiquei triste no começo, fiquei confiante no meio e ameeei o fim!

vc tem o dom da palavra, moça!!


lindo!

beijooos

Anormalice disse...

meu sonho é que esse cara aí voltasse,ai ai!

.*

Cris disse...

Não acredite em regras.Nem sempre o voltar significa dar marcha a ré. Há muita lenda sobre isso ( sobretudo contada por gente q não é amada! ). As vêzes é sim... Portanto, ouça teu coração ..apenas .. e engate uma terceira! Bj! Vá conhecer alguns segredos meus na homenagem q fiz a São Paulo.. Bj!

Além do ponto disse...

guriaaaaa!
voltar pode ser avançar...depender do ponto de vista!!
curtir o momento é tuuudo!
beijo e saudade...aparece lá no "além do ponto!"

Márcia do Valle disse...

Adorei esse texto! Vou te linkar lá no Solta no Mundo, ok? Bjs

david santos disse...

Olá, minha linda!
Hoje não tenho venho roubar nada. Venho desejar-te um bom fim-de-semana e dizer-te que no Domingo, 17 horas cá em Portugal, vou publicar "BELA. A BRASILEIRA", ainda não sei se "BELA" vai levar ponto final ou ponto e vírgula, ainda vou estudar melhor. Mas, a minha pretensão, era que fosse uma mulher brasileira a fazer o primeiro comentário, não é fácil, eu sei, pois esta casa está sempre cheia de intrusos. Mas tenta. Pois ficava muito contente que fosse uma mulher brasileira a primeira a comentar. Se puderes e conseguires, tudo bem. Se não puderes ou não conseguires, paciência! O trabalho fica exposto até à meia-noite do dia de Carnaval. Por isso, haverá muito tempo, para no caso de não conseguires. Não estou afastar outras amigas do Brasil, nada disso. Pois gosto de todas. Mas deu-me na cabeça pedir-te a ti.
Obrigado. Ah, lê bem o texto. Ele aparenta conter alguma ironia, mas não é irónico. É uma canção popular brasileira, nada mais. Este texto, da minha autoria, vou oferecer todos os direitos à Sociedade Brasileira de Autores. Não quero dizer com isto, que qualquer cantor amador ou profissional não possa utilizá-lo mas, só em prol dos pobres, mais nada.
Abraços.

Gissa disse...

É Brena..
Entendo perfeitamente esse seu texto, e isso acontece quando a gente menos espera. Ainda bem q já nos tornamos capaz novamente de seguir nossas vidas e percebemos q se faz parte do passado é pq realmente já passou!
Não é atôa q encosto fica nas costas... ou seja, atrás! O meu ficou pra traz total! hehehe...

Vc e seus textos sucesso!
Agrades e identifiques sempre!
Bjs amiga!

XandeLima disse...

Parabéns, mais um ótimo texto. Difícil encontrar alguém que consiga manter um padrão tão bom e homogêneo como o seu.

Beijos.

rebeca disse...

Lindo texto...mas e o vazio? Vai continuar vaziu até quando?

bjoO

marcia disse...

Amei o texto...

Joao Guandalini disse...

Como diria o filme, Retroceder nunca, render-se jamais... Aguas passadas nao movem moinhos MESMO, hehe Saludos!

david santos disse...

Desculpa, querida amiga. Não consigo fazer a postagem. As minhas sinceras desculpas. Estou a tentar.
Obrigado.

Morganah disse...

Oiê!! :)

Amei seu canto!! Amei o texto! AMEI o último parágrafo!!!

Vim retribuir uma visita antiga :)

Vai pros favoritos!!

Beijos!

Jujú Preto disse...

NOssa....recebi o link desse post de uma amiga, aí de BH...E mal comecei a ler, já caí no choro, porque é exatamente assim que me sinto! Meu deus, como pode? Terminei uma relação há quase 5 meses, e sinto isso tudo. Como é difícil, né? Ainda não o encontrei, faço de tudo pra evitar...tenho medo! Não de ter uam recaída, porque assim como vc, essa nova Juliana não anda pra trás, e eu mereço ser feliz. Amar e ser amada de verdade! Melhor estar sozinha de verdade, do qeu ao lado de alguém...

Já virei sua fã!

Bjkas

Jujú Preto disse...

NOssa....recebi o link desse post de uma amiga, aí de BH...E mal comecei a ler, já caí no choro, porque é exatamente assim que me sinto! Meu deus, como pode? Terminei uma relação há quase 5 meses, e sinto isso tudo. Como é difícil, né? Ainda não o encontrei, faço de tudo pra evitar...tenho medo! Não de ter uam recaída, porque assim como vc, essa nova Juliana não anda pra trás, e eu mereço ser feliz. Amar e ser amada de verdade! Melhor estar sozinha de verdade, do qeu ao lado de alguém...

Já virei sua fã!

Bjkas

Jany Cavalcante disse...

Obrigada pelo link linda...
E quanto ao voltar a viver um amor que já passou, não voltaria.
VC mudou, o tempo passou,pra frente é que se anda.
Não viveram tudo naquele momento, agora é bola pra frente.

Dani Morreale disse...

Amiga infinito! Não é que é assim mesmo. É amar nosso escuro antes de se olhar no breu do outro.
E se viver é preciso olhar para frente, quem olha para trás quer reviver o que já se foi, e o que se foi marca apenas o presente e o futuro mas não assume mais nada.
Adoro seus textos. Adoro você. Tenho orgulho do nosso infinito secreto.
Beijos na alma e na ponta dos dedos - para vc fazer uma mágica. hehehe

Juraciara disse...

Que coisa mais linda! Mas confesso que não sei se não voltaria à versão antiga, pois afinal de contas...o que é o tempo senão uma bobagem que inventaram para deixarmos de sonhar? Eu acho que voltaria a ser o modelo 1.0 (bem acompanhada)... ser 2.4 parece algo muito solitário..

Grande abraço

Anônimo disse...

E a outra metade é só saudade...

SI disse...

TEM GENTE QUE FICA FAMOSA E ESQUECE DOS AMIGOS...
RRRRRRRRRRRRRR

Carito disse...

Tudo vale a Brena se a alma não é pequena!

david santos disse...

Sim. É mesmo música. Já irá ser ouvida este Verão. Entretanto, vou fazer um trabalho em espanhol, uma cançâo, para terminar a minha passagem por os blogs com um poema dedicado à minha SANTA, ELIS REGINA. Foi com este objectivo que vim fazer uma passagem por estas bandas. Levar o meu blog, "SÓ VERDADES" da Nova Zelândia até à Noruega mostrar o nome da minha SANTA de novo ao mundo. Como agora já sei que o consigo, vou fazê-lo. Mas gostei de passar por este meio. Foram três meses, aliás, vão ser quatro, que adorei. Tive muitos milhares de comentários e, apenas um, por acaso americano, por saber que lhes sou hostil, à guerra, claro está, que foi antipático comigo. Vou voltar a escrever prosa e a dar aulas numa Universidade em África, vou para junto de quem poderá necessitar de mim. Ou melhor; vou tentar ser útil. Poesia escreverei sempre inspirado na minha SANTA, aliás, eu sou seguidor de Cesário Verde, que com a minha SANTA é a minha outra paixão, incluindo a minha família, como é evidente.
VIVA A MINHA SANTA, VIVA ELIS REGINA!
Abraços.

galafer disse...

Para dejarte mis saludos!!

*Lusinha* disse...

Estou sentindo cada pedaço desse texto, ou melhor, já vivi alguns pedaços e estou numa das últimas fases... Espero chegar no fim!
Bjitos!

nathy disse...

acho que todo mundo jah viveu um pouco disso citado nesse texto..
perfeito! :)

amei o ultimo paragrafo!

Aninha disse...

Como dizia o poeta: A FILA ANDA!!!!
Demora, mas que esse mundo dá voltas aaaaaaaaaaaaaah se dá!
Sabemos disso perfeitamente e esperamos estar lindas e loiras qdo esse dia chegar.
Parece que dá certo né?
bjux

Luiza Lisboa disse...

Huahuahuahuahua... adorei o "Como assim, cara pálida?" Chamo todo mundo de cara pálida! Tenho até uma amiga que só me chama de cara pálida! huahuahuahuahu... que ótimo!
Bom, vamos ao que interessa!
Putz, que texto heim? Arrasou mais uma vez! Existe até uma comunidade no orkut "Eu tenho um falecido vivo". Manda ele pastar e fica com o vizinho! Amei o "Você cresceu e se transformou em você inteira."
Amei tudo!
Escreve um livro! Que tal?
Bjooooooooooo!!!

Aline Rodrigues disse...

oi querida!
no meu trab tb não consigo acessar meu blog...ou seja nao aparece o link do comentario.mas em outro comp consigo!!!vou tentar resolver este problema!!
bjinhos

http://www.a-menina-dos-olhos-de-agua.blogspot.com/
aline

Anônimo disse...

manda pra mim esse texto =))

dedamara@hotmail.com
Bjo

LAdy disse...

Como diz uma amiga... "a vida é um bumerangue!"
Valeu pelo texto, Brena! Uh!!!
serviu igual dedo no nariz!
bjoss

Carolina Braga disse...

'Você cresceu e se transformou em você inteira.'

Me idenfico pacas com certas coisas tuas. Vc diz sobre eu mesma como não saberia dizer. Falta palavra, falta dom.rs

Inteira (...).

Beijos mil!