12 março 2007

NOSSO ORGULHO E OUTRAS MERDAS

Mal acordei hoje porque mal dormi. Pisco o olho e vejo seu rosto. Fecho os olhos e seu olhar assustado me olhando, ontem à noite, não me sai da cabeça. E se você quer saber, tá foda mesmo. Tá foda ter que fingir que eu não to nem aí se te vejo com outra. Tá foda esperar por uma ligação que nunca acontece. Tá foda não poder te ligar porque meu orgulho idiota não deixa. Tá foda saber que você não me liga porque seu orgulho muito mais idiota que o meu não deixa. Tá foda agüentar a sua covardia e muito mais a minha que só conseguiu juntar algumas palavras toscas e escrever um texto. Tá foda fingir pra mim mesma que não tá foda toda vez que eu te vejo. Tá foda até quando eu não te vejo.

Eu não sei quantos anos a gente finge que tem, mas a gente não é adulto o suficiente pra conversar como deveria. Eu não sei o que essa merda desse orgulho idiota faz na vida da gente que não deixa a gente ser a gente e simplesmente viver. Que não deixa a gente se entender. Que não deixa a gente se querer mesmo sem entender. Eu não sei e se soubesse também não saberia explicar. O que eu sei é que tá foda te ver e não poder te querer. Ainda ter seu telefone e não poder te ligar. O que eu sei é que por meia dúzia de atitudes idiotas, a gente nunca mais se falou. Meia dúzia e duas pessoas idiotas.

Isso não combina comigo. Fingir que nada aconteceu, fingir que não te conheço, fingir que não te vejo e fingir que não te quero. Pro inferno com esse negócio. Já devo ter te contado que sou péssima atriz. Finjo pra mim mesma e nem eu acredito. E não acredito que você não me quer mais. Não acredito que você me viu ontem e não sentiu um friozinho na barriga. Não acredito que você só me quis por causa da minha barriga. Não acredito que a gente daria certo por mais que uma noite de festa. Não acredito na gente, na verdade. E, mesmo assim, não acredito que seja o fim.

Na verdade, não sei mais em que acredito. Eu, que já acreditei em você, não acredito em mim mesma escrevendo esse texto. Eu, agora, nada sei, só sinto. E o que eu sinto é que eu engasgo com a respiração quando você passa do meu lado. Sinto que o homem forte que você é fica sem saber o que fazer quando me vê. Sinto muito, mas a gente ainda sente. E acho que se não sentisse, a gente deixaria a porra do orgulho de lado. Sinceramente, você nunca foi meu homem-objeto como você pensava. E, no fundo, eu sei que não fui só um corpo que te fez companhia nas festas onde você nunca precisou de mais nada além da sua vodca com energético. Você sempre foi uma boa companhia e um papo inteligente. Eu sempre fui uma piada nos momentos trágicos e um carinho no seu cabelo. E, por mais que eu nunca tivesse acreditado num final feliz pra gente, eu nunca imaginei que o desfecho fosse esse. Nunca imaginei que nosso orgulho fosse separar a gente.

58 comentários:

mojitos disse...

Não dá pra imaginar como coisas tolas nos fazem tristes.

é...mas...também não dá pra imaginar como coisas sutis nos fazem felizes em proporção tão desigual.

Harmonia sempre.

T+

só eu mesmo... disse...

taí, concordo com vc, Brena: tá foda.

leh disse...

Orgulho é uma merda, não sei pq inventaram isso, sinceramente não sei. Quando vc não é orgulhosa, te colocam um rotulo nada agradavel.. agora, se vc é ;~
putz, orgulho e separação andam juntos e sempre vão andar.
Sobre isso eu entendo mas não qria entender véi, jah aconteceu cmg.. deu tahh errada e falar pra mim mesma que não iria pedir desculpas pro cara que eu "amava" na época.. pq eu tinha vergonha na cara e orgulho! No final? me fudi.

Comentário nada alto astral o meu oiuieuoeiuhe, é o que eu acho xD
ahh foto e o texto, total harmonia.. legal legal

J. Sotherin disse...

Que texto... !

Lili disse...

Brena, sem querer ser chata, mas é preciso estar sempre alerta: seu problema é orgulho mesmo, ou "ele simplesmente não está a fim de voce"?

R.C disse...

Forca, querida, vai passar.

bjx

RF

Juliana Marchioretto disse...

merda de orgulho que faz dar tudo errado! agora pega esse telefone e liga pra ele, mesmo que seja pra ele barter o telefone na sua cara!! vai, meninaaa!!!!

Anônimo disse...

é como vc diz: ke, ke, num ke, num ke.

...Danizita... disse...

Essa PORRA de orgulho é uma merda...

Cá entre nós seres humanos são complicados para serem entendidos...

Nem eu sei mais o que fazer...

Bjão!

Simplismente disse...

Orgulho a dois?Um pulo!
Ha um?Sobresaia...

Bjinhos e boa semana!

Raquel disse...

Tá foda mesmo... e olha, tem so umas centenas de mulheres passando por isso, vc nao ta sozinha e nem eu!!! Eu mesma conheço umas 3.....
bjuuus

Raquel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda disse...

Ah, esse tal de orgulho é foda mesmo. Mas, fazer o quê, se às vezes só mesmo o orgulho próprio é oq nos resta.
Beijos e boa semana, Brena!

THE RENNIS disse...

The,
To engasgado com esse texto... muito bom!
Beijos

aline_matoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canutinho disse...

Cara, tu tá parecendo eu!! Acorda pra vida!! Eu to morrendo de medo de ligar pro meu chefe e pedir demissão, não sei pq... porra, larga esse orgulho pra lá, uma hora, um dos 2 terá q ceder e se vc quer, q seja você!! Vá atrás daquilo q vc acha certo, independente de orgulho ou não!! Ele só é uma barreira pra vc!! Anda mulher, vá atrás do q vc quer e acredita!! Beijos...

talvez? disse...

como sempre, fantastico!

Natália disse...

Pra quem está EXATAMENTE nessa situação.... qual eh a solução, pelamordeDeus Breninha? Se continuo orgulhosa, pelo menos ele dá valor (e continuamos separados)... se esqueço meu orgulho, é capaz q ele me iguale a todas as outras... e agora?

Beijos

Jujú Preto disse...

Puxa Brenda! Texto mais carregado de emoção, sinceridade, paixão e tristeza! Me identifico em tantas partes, e sei bem o que sente, ao dizer sobre o final! É triste ver algo que poderia ser bom, verdadeiro, e duradouro, terminar por motivos tão bestas, pobres...toscos!

Ah, minha linda, toda força do mundo pra ti! Porque conselhos sobre o amor, eu não posso dar, porque nada entendo...

Bjocas

Jussara Gehrke disse...

olá Brena, obrigada pela visita!

quanto a parentes em BH pode ser, não tenho notícia, mas já tem tanto Gehrke no Brasil, devemos ser todos parentes pois todos tem origem na Pomerânia, bem lá atrás...

Saramar disse...

Brena, os jovens sempre sofrem dessa doença chamada orgulho, sem perceber que estão gastando um tempo preciosíssimo com ela.
Talvez essa doença seja fruto do medo da rejeição. Ou quem sabe, como disse a Natália, seja o medo de se igualar às "fáceis".
Eu acredito que o orgulho nasce do medo, sempre.
Como você não combina com medo, por favor, não perca mais tempo e ligue para ele. Se ouvir um não, pronto, já saberá como agir. Mas imagine, meu anjo, se ele disser sim. Também saberá o que fazer.
Corra, a vida é muito pequenina para cultivar medos e seu filho, o orgulho.

beijos

Ná Jornalista disse...

Merda de orgulho!agente nunca aprende, né?!

Beijo Ná Carvalho

pam disse...

Bah, isso foi TÃO meu último relacionamento ;~

rebeca disse...

=/ triste, e sempre comovente!

bjoO querida

Marco Aurélio disse...

Brena

Também não tenho dormido bem,só que por outros motivos. Sem essa de de orgulho viu!? Concordo com Saramar " o orgulho nasce do medo".

Bjs

Sueli disse...

É simples: mate o orgulho, antes que este a mate. Ligue para ele pronto! (Ah! Não esqueça de se bancar, de ficar do seu lado, de não se permitir sofrer, de não permitir que ele a faça sofrer também, seja lá o que for que ele lhe responda.). Beijo grande!

Tiago disse...

Existem coisas que se perdem por aí, como um isqueiro amarelo, uma foto antiga, alguém. Perdem-se os dentes, os cabelos, dinheiro, tempo e espaço. Um dia você se dá conta de que a conta de luz sumiu, o céu apagou, não sabe onde foi parar o cartão do banco e não tem a mais pálida idéia de onde guardou a felicidade, se atrás do espelho do banheiro ou dentro de garrafas vazias. E quando você tem certeza de que encontrou a mulher da tua vida mas ela ainda não topou com você, perde o bom senso, a lógica, a razão, o amor próprio e o próprio orgulho. E passa os dias desesperado pra encontrar o isqueiro amarelo e a falsa alegria de algumas garrafas cheias.

lili disse...

que lindo! almas gêmeas...

Jennifer disse...

Brena, q lindos seus textos!!
nossa fiquei encantada c/ seu blog!
parabéns!!
bjuuu

Junior disse...

Primeira vez q leio seu Blog... simplesmente Fantastico...
O orgulho é muito mal,mais se vc pensar mais verá que o orgulho é uma simples barreira que te empede de chegar ate ele...

XandeLima disse...

E aí você sumiu hein?
Depois dê uma passada lá no blog.

Abraços.

Cris disse...

Oi, Brenita! calma...Bj ( apareça!!!) ;)

Helena Oliveira disse...

Brena, pra mim esse texto foi o MELHOR.O mais sincero e o mais mágico!
Em um momento tão "esse" você conseguiu me fazer acreditar que todo mundo, todo mundo mesmo, já passou ou está passando por isso.

Perfeito, sem comentários!

XandeLima disse...

Já fico sem graça de comentar em seu blog, os seus textos são tão profundos e tão bem escritos que não deixa muita margem para comentários que tragam qualquer acréscimo...

Fica então mais um parabéns, para contabilizar.

beijos.

Ricardo Rayol disse...

descreveu uma situação limite com rara intensidade..
Orgulho insano
Absurdo, amoral
Pedras, travas
Muros
Aríetes batem
Retumbam sons
Apenas
Nada muda

Ruberto disse...

Existem ser vivo mais orgulhoso que nós, homens e mulheres??
Creio que nao...
Nessas horas, da vontade de enterrar tudo, bem fundo e nunca mais desenterra, mas nao podemos, pois tudo tah marcado la no fundo do coração, e a PORRA do nosso orgulho nao nos deixa ser felizes, prefere manter posição de defesa contra algo que sentimento e jamais conseguimos esquecer....
Beijosss

PS: Proxima vez que tiver insonia, pode deixar, te ligo mesmo...rss

viviana disse...

jokas fofas e um bom fds

Roberta Vasconcelos disse...

É Brena você falou com muita propriedade sobre o orgulho idiota. Esse é um dos piores sentimentos que habita nossos corações. A espera pela ligação mata qualquer um, é verdade, mas não deixe que isso te impeça de ser feliz. Guarde por um momento esse orgulho na gaveta e arrisque.

Arriscar-se é viver!

Beijos

Cyndi disse...

Olá, Brena!
Sou fã incondicional de seu blog, desde que descobri aquele texto do dia 05 de abril de 2006... Sabe, Brenna, passei por uma separação recentemente; e quando ele decidiu sair de casa, não tenho vergonha em assumir que tentei de tudo: conversas infindas, propostas, abri meu coração e lavei minha alma.
Ele não retornou; mas hoje, quando penso em todo o ocorrido, posso olhar para mim mesma e dizer: pelo menos, tentei de tudo!
E é isso, Brena, por mais que pareça humilhação, na verdade você está apenas tentando; seja tentando retornar uma relação, começar uma nova ou mesmo seguir em frente.
E foi isso que fiz, em grande parte graças a seu blog (parece até brincadeira, né?).
Como você mesma cita: "Você precisa de você de volta. Com urgência. Precisa preencher aquele espaço e o espaço da sua vida. Porque, daqui pra frente, você será sua melhor companhia."
Tudo vai se resolver, tenho certeza.
Abraços,

Cy.

david santos disse...

Olá, minha linda amiga! Escolhi mau dia para te roubar frases. "HOJE TÁ FODA" Ufa!
Pois é! Vim ver-te, primeiro, porque sempre gostei dos teus textos. Segundo, para te dizer, aliás, como já dissera, que a minha missão está completa. Já tenho a minha SANTA postada no meu blog. Como tal acabou. Foi por ela que vim aos blogs e por ela os vou deixar. Foram 4,5, meses de muito esforço mas vou de novo mostrá-la ao mundo, garanto. 17 de Março de 1945.
Até sempre e que a vida contigo seja aquela que desjares.
Adeus.

Luiza Lisboa disse...

Putz!
Deixa esse orgulho de lado sô!
Se esse texto não é mentirinha, vc tá perdendo tempo com esse orgulho, vcs dois!
Amei, tô aqui dando o bendito conselho sendo que me identifiquei com o texto! Aff...
Bjoooooo!!!

PHYLOS disse...

Excelente texto, gostei. Abraço cordial

Rodrigo Borges disse...

Eu acredito em mim. Enquanto não me trair, seguirei acreditando.

[ www.estadodecirco.net ]

palabras con ningun sentido disse...

Jajajaja, Brena, la verdad es que me encanto el titulo del post, por cierto muy a tono con el contenido, pero debo decir que uno de los más originales que he leído hasta ahora.
Un cariño

Sam Pinotti disse...

Ta foda Mesmo Brena...

Mais foda ainda é o medo q as pessoas tem , é a covardia de não falar a verdade , de não saber o que quer q tentar não sentir o que sente...

ta foda

beijão, sam

Ana disse...

Brena,
Teve a manha... Me lembrou um texto de 18 páginas (sim, eu disse 18) que escrevi de uma vezada só, à mão, num fim de noite em que cheguei muito louca em casa... No dia seguinte acordei com a mão doendo e a caneta do lado...
Quer saber? Deixa esse orgulho de lado, se tiver a fim, liga, ou manda mail pro cara, fala o que tá engasgado em vc. E deal with it. The hell with him, you know? Liga o foda-se mesmo!
Bjão
Ana.
www.mineirasuai.blogspot.com

kuriozza disse...

Esse orgulho imbecil ainda vai acabar com a gente. Todos sofremos deste estúpido mal.

Muita paz =***

XandeLima disse...

(Sobre a camisa) Se você mandou fazer uma camisa assim pode me falar onde consigo fazer a minha, rss...

Pode responder por email mesmo.
Bjs.

Anônimo disse...

QUERO ESSE CIDADÃO prÁ MIM!!!!!!!!

Aninha disse...

Muuuita calma nessa hora!
:)

Alê Namastê disse...

Fiquei aqui, alguns minutos parada, olhando os detalhes da fotografia. Adorei!

Jorge disse...

Fiquei sensibilizado e atônito com seu texto. Arrependimento nunca foi o meu forte...orgulho tenho demais...amores então nem se fala...vivi inúmeros...nunca tive ninguém sem amar...sem amar não tem graça...tem menos graça ainda quando acaba...só tenho um propósito comigo...desesperar ou voltar jamais...voltar pra que? Pra sofrer mais...quebrou...pena...tá quebrado...

Jéssika disse...

Poha...
Paguei pal pra esses textoss veii...
De toraaaa
Amei
Um mais perfeito que o outroo!!
Eh isso aii...
Show esse Blog!
;*

aryane disse...

Ameiiiiiiii
tudo o q esta escrito aki!
heh
parabéns!
Njux

alegria disse...

olá me cadastre tambem
meu email é
kellenfofinha@hotmail.com

pq nao quero ficar sem ler os seus textos
um beijao

­­Luana Silva disse...

Aaah, como ja sofri por orgulho. joguei meu orgulho fora, e o que restou, fui eu.

Anônimo disse...

FAAAALO TUUUDO (y'

Anônimo disse...

Hoje passo tudo igual ao que vc escreveu, sei que a dor é maior do que jamais imaginariamos e penso: será que vale a pena? :/
As vezes acredito que as tolas somos nós que sofremos por alguém que acreditamos que nos ama, mas na verdade não ama. E não conseguimos enxergar isso. É, uma hora vai passar...

ps: seu texto me ajudou muuuuito. Obrigada.