10 maio 2007

FISCAL DO TEMPO

Por que três em cada quatro casamentos vão pro saco? Simplesmente acabam? O que acontece? Acaba o amor? Onde está aquele casal que fez juras de amor eterno na segunda semana de namoro? Por que tanta gente se separa? Talvez, por uma razão muito simples: nunca deveriam ter se casado.

Alguém me explica porque uma pessoa de 35 anos decide se casar com outra que conheceu há quatro meses? Quem está cronometrando o tempo? Fazendo contagem regressiva e dizendo pra ele: “Case-se logo. Você já está velho demais pra ficar solteiro.”? E por que ele não se casou com o amor da sua vida aos 18 anos? Quem disse pra ele que era “cedo demais”???

É essa mania que a gente tem de querer dar palpite no tempo. Como se o amor tivesse hora marcada pra acontecer. Alguém inventou que, aos 20 anos, você é muito nova para casar. E que, aos 30, já está passando da hora. Provavelmente esse alguém nunca amou de verdade. Me perdoem, mas o morno nunca me atraiu. Amor, pra mim, é quente. Vermelho. Brasa. Pegando fogo. É querer estar com alguém a qualquer hora do dia. Da noite. É fugir do trabalho no meio da tarde só pra falar oi. É não estar junto, mas sentir o calor do outro. É poder estar a quilômetros de distância, mas sentir a pessoa do seu lado. É sentir que o programa mais chato do mundo se torna o melhor, única e exclusivamente porque vocês estão juntos. Ali. É olhar nos olhos da outra pessoa e ver que ela está feliz. É estar feliz até nos momentos tristes. É contar com aquele colo que já tem a sua marca nele.

Não me venha com essa história de “crise dos 30 anos”. Pro inferno com essa mentalidade ultrapassada. Case-se, então, com o infeliz que você conheceu há cinco meses e está junto dele apenas porque ele também acha que “já passou da hora de casar”. Case-se com ele e continue com esse sorriso amarelo, essa cara morna de tanto-faz e esses olhos que brilham quando vêem seu ex-namorado, mas sequer demonstram alegria do lado da pessoa com quem você, agora, faz planos para o futuro. Case-se com ele, mesmo sabendo que a paixão da vida dele não é - nem nunca - será você. E que ele só não se casou com ela porque se achava “novo demais” na época.

Já amei demais. Já sofri demais. Já chorei demais. Já ri demais. Já me apaixonei demais. Mas, principalmente, já vivi demais. Intensamente. E ainda tenho muito pra viver. Muito. Quente ou frio. Morno jamais. E, hoje, sei que vivi tudo da melhor forma. Não deixei nada pra trás. Nenhum caso de amor mal resolvido. Nenhuma paixão antiga. Fui até a última gota. Até saber que vivi tudo que tinha pra viver. E vou viver ainda cada instante se valer a pena. Se der emoção. Se acelerar o coração.

Mas, por favor, parem com essa história de “eu tenho que achar a pessoa certa em cinco meses, dois dias e 13 horas” ou vou sugerir aos donos das grandes redes de departamentos que vendam amores enlatados. “Leve este, senhora... 32 anos, bonito, empresário, pouco rodado...” “Esta aqui, senhor: 26 anos, morena, ancas largas, boa parideira, tetas grandes. Vai ser uma boa mãe e futura rainha do lar”

Me poupem.

...........................

Amores, me desculpem por tantas aspas. Nesse caso, elas representam expressões que nunca vão sair da minha boca. Literalmente.
Beijocas

70 comentários:

Roberta disse...

Se for amor que seja verdadeiro! Certo? Não só quente, que seja de queimar a boca, a pele, o coração a cada vez que a gente encontra a pessoa que a gente ama!

Beijos

Paula Estrela disse...

Brena! Você voltou! Quem bom!

Só te digo q eu euzinha não estou nem aí pras convenções. Gelada só a comida da minha geladeira e pra isso tenho microondas!kkkk

Sem querer, falamos mais ou menos sobre o mesmo tema. Mesmo tema, ângulos diferentes. Me visite, ok? Te aguardo lá.

Bjocas linda!

Tiago disse...

a brena braz não tem microondas.

Cin disse...

Me identifiquei muito com sua maneira de ser...essa intensidade pela vida eu tbém tenho, até escrevi um post há pouco tempo falando sbre isso.
Adorei seu blog, vou voltar sempre.
Bjinhos!!!

Rico disse...

Eu vou passar longe dessas lojas de departamento, entretanto, to pensando em colocar um anuncio nos classificados do O GLOBO. Seria mais ou menos assim:
"Vendem-se amores usados. Excelente estado de conservação. Motivo: mudança"
E depois disso, guardaria somente as lembrancas com amor, como eh devido, como eh de praxe.
E iria ali, comer sorvete de avela. Pq qualquer amargura nao cairia bem.

Imielna disse...

oi Brena, com certeza as pessoas se apegam demais a chavoes , estereotipos, linhas do tempo e outras coisas mais valeu como sempre pelo belo texto bjs!!

Jujú Preto disse...

Brena, fiquei até besta ao ler esse texto! Penso e sinto igual à você. Eu sempre grito ao mundo,e repito: NADA MORNO!Ou é tudo ou é nada. Sou e sempre fui intensa, e prefiro que seja assim...Pelo menos vou ter muitas coisas pra contar aos meus netos, ou sobrinhos-netos caso eu não tenha filhos...rs!

Como odeio essas regrinhas da sociedade. Quando alguns membros de minha família dizem: namora ele boba, melhor casar e depois separar, do que ser uma solteirona pra sempre! COMO ASSIM?

Que conceito estúpido é esse? Eu só caso se amar, se ter certeza que pode sim dar certo! Se me sentir nas nuvens. E ser solteira não é ruim, á muito bom quando somos pessoas livres de verdade e com o coração aberto pra vida! Sou feliz por sem quem sou, e não tenho mais medo de ficar sozinha! Não mais...

Pensamentos bons, e boas atitudes atraem coisas ainda melhores!

E é assim que eu vou...

Adoro o que vc escreve linda! Bom demais!

Bjocas gigantes!

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.

Marcelo disse...

São boas perguntas as que você faz aqui.
Na minha humilde opinião, o amor não tem tempo, nem prazao, nem datas.
Pode-se casar com 1 mês de namoro ou 10 anos de noivado.
Acho que o que realmente importa aqui é tentar sim.
Se a vontade é viver juntos, que vivam.
Mas vivam!! Tentem e vejam no que dá.
Creio que toda experiência em nome do amor é válida.
E creio também que podemos cruzar com o amor de nossas vidas na fila do banco.
Nada está definido, nada está escrito ou decidido.
A visa sempre nos reserva agradáveis surpresas.
Basta estarmos afim e atentos.

Beijos, mocinha.

Leh disse...

Ah Brena, nossa..
q q eu falo? Todo texto eu sempre digo ah mesma coisa, q é bonito, q eu gosto e tudo mais.. ehehe queria achar outra expressão p poder demonstrar que realmente eu gostei mto e fiquei encantada!

Engraçado q é sempre assim né, ou vc é novo demais ou já passou da hora e vai ficar pra titia... mas tipo, qdo vc é 'novo'.. c tem q curtir mto! É o meu pensamento, acho q primeiro vc tem q ter uma vida profissional mto estavel, p dps pensar em casamento.. Mas dai, vc casa por obrigação, dps e nao é legal.. mto complexo hauhuah! Acho que td mto planejado, perde a graça mto cedo!

'boa padideira, tetas grandes. vai ser uma boa mae e futura rainha doo lar'

AMEI, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


-
eu tenho 30
até arrumar um namorado 31
até conhecer a família 32
até casar 33
até ter filhos 34

acho q eh + ou - assim q a pitty diz! hauhauh

lys disse...

Nossa Brenaa
adoroo seus textos
adoro seu blog
adoroo vc
:D

amoo as coisas qi vc escreveee
:)

Cadinho RoCo disse...

A intolerância não é nem nunca foi bom expediente para a compreensão. Quer entender? Aprenda a ponderar. O frio demais é mórbido e o quente demais febril. Os dois estados queima. Um enrijece e o outro pulveriza.
Cadinho RoCo

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Concordo completamente!

Aliás, amor não pressupõe, necessariamente, casamento, que nada mais é que uma convenção social.

Conheci gente hiper feliz por anos a fio enquanto viviam um de cada lado ou até juntos, mas sem o ato formal do casamento. Depois, casados, pouco durou... já estavam cansados um do outro ou o compromisso formal levou à separação?

Enfim, Vinicius de MOrais é que estava certo... que seja eterno enquanto dure! E eu completo: sortudos aqueles cujo amor dura uma vida inteira!

Paula Estrela disse...

Brena,

Primeiro, obrigada pela visita ... bom te ver por alí!

Respondendo ao seu comment, pensa se uma pessoa escolada como eu cai numa armadilha louca assim? Casamento com estranho? Puro delírio poético!!!! kkkkkkkk.
Magina!!! É que o papel aceita tudo e era irresistível não falar sobre o tema... a fantasia flutua nesse teclado, mas não na minha cabeça (tanto menos no meu coração)!

Não é a toa que meu blog se chama MP da razão ... alí eu me permito, o que não permito aqui no chão!

Bjos p/ vc ... sósia da minha sobrinha! Não perca o contato, ok?

mojitos disse...

Descobri que te amo há uns meses atrás. Todos viram que você é minha namorada e como sou com você - carinhoso, atencioso e bem-humorado. Só você que resgata minhas vontades felizes.

Todos sabem - Menos você.

Casar sem amor é enganar a si e ao outro por mera satisfação social., usar o corpo dos outros para fazer lembrar do que foi bom de fato: Um autêntico ato de egoísmo - fazer prevalecer o instinto sem mutualidade.

Obrigado pela agradável leitura. Num mundo virtual cada vez mais desvirtuado ainda encontramos pessoas que mexem com o nosso Ser - você, Brena, é uma delas.

Um beijo.

Fernanda disse...

Ultimamente as pessoas estão mais preocupadas com o que os outros vão pensar que qualquer outra coisa. Amor ficou em segundo plano, na melhor das hipóteses. E há quem case já pensando: se der errado eu me separo. Ai, ai...

Bjoss

rosa dourada/ondina azul disse...

oi, Brena,
que texto bonito,
mas o morno, não dá mesmo.

Beijo,

rosa dourada/ondina azul disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mirabelle disse...

hahaha....adorei o "pro inferno com essa mentalidade atrasada"!!!
gostei do blog! ;)

gissa disse...

To passando pra deixar registrado a minha vinda por aqui. Impossível não ler seus textos...
E esse mais uma vez é a mais pura verdade!
Bjs amiga!
Sucesso sempreeee!

Ana disse...

Oi Brenitcha...
Menina, concordo totalmente com o q vc disse!?
A sociedade pressiona demais, com motivos de menos... E se esquece de q somos seres humanos, e precisamos e queremos de sentir, amar, se queimar, se for preciso, porra! (rsrs - me empolguei aqui!)
E tem mais: para amar, não tem idade!
Beijos,
Ana.

Anônimo disse...

Crise dos 15, Crise dos 20, Crise dos 30...a gente anda vivendo de crises...mas que p...!
A frase é: Não dá pra controlar o tempo, nem a vida, quanto mais o amor...Não dá pra aceitar um genêrico, meia boca, só porque o original tem mas acabou...
Mais uma vez, parabéns pra ti Brenda! Abs.

B R E N A disse...

Só não entendi quem é essa Brenda... hum...
rsrs

Viviane disse...

Oi, Brena!
Bom... eu acho que sei qual é o problema. Quando aparece a pessoa certa, as pessoas simplesmente abrem mão, pq querem curtir a vida e não estão a fim de se prenderem num relacionamento. Mas o que tenho mais visto são pessoas que nunca aprenderem a amar, embora acreditem terem amado por muitas vezes. Quando se dão conta, a vida passou, as pessoas passaram e a pessoa certa ficou para trás! Aí, num curto espaço de tempo de seis meses (às vezes, até menos), querem resolver uma questão de anos! Cada um de nós temos o poder de fazer escolhas. A questão é: vamos suportar as conseqüências?! Só o tempo dirá!
Bjs no core!

Luiza Lisboa disse...

Concordo d+!
Que saco isso né? Váááá cagar esse povo desorientado!
Bjos bjos bjos!!!

rosa dourada/ondina azul disse...

olá brena,
quando puderes passa no meu cantinho.
O teu blog foi nomeado.

Beijoca,

Viviane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Viviane disse...

oi Brena!
Como vc faz para colocar o link de suas postagens e aparecer tb o "menu" ARQUIVOS? Pode me explicar?!
Beijinhos e boa semana!

cynthia disse...

oi querida! como está? estou gostando do frio na terrinha... benm , sabe que eu me questiono sempre, essa coisa de idade, passar da idade, ter idade.. sei lá. poderia e quase me casei aos 22, mas quando me vejo aos 32 feliz e cheia de planos pela vida vejo que sempre é tempo... claro que tem dia que a coisa aperta e eu tenho medo de não ter meus 8 filhos... mas... o saldo ainda é positivo!
beijinhos

Annina. disse...

Oi, querida!

Me sinto em casa qnd chego no teu blog.
Entende isso?



Beijoca!

Wev's disse...

é.. perguntei isso um tempo atrás.. deveria ter me casado com meu primeiro amor...

os casamentos acabam pq devem acabar...pq o amor que era incondicional tranforma-se obsoleto... o que era para ser abstrato e verdadeiro, se tornou produto e falso...

mas to na estrada..uma hora topo com ela nas montanhas e nas trilhas da vida... ou na proxima esquina... só não sera na balada de um sabado a noite...

Adorei a foto do sapato..

Wev's disse...

Como eu faço para adicionar o link do teu blog no meu blog..como favoritos?

Wev's disse...

Adorei.. agora quero aprender..vou dar uma fuçada nesse manual dele...

tenho que colocar alguns links nos meus favs pois tem muita coisa interessante que gosto de ler sempre...

se quiser me add ( weversonpa@hotmail.com)
Falows bsj

Camila Simas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila Simas disse...

Oie Brena!!

Sobre a mania de adiamentos, esse é um dos defeitos (e dos graaandes) que tenho que enfrentar...e não posso adiar isso!! kkk

Seus textos, pra variar, sempre ótimos! Vc já ouviu falar da Martha Medeiros? Ela escreve pra Revista do O Globo, aos domingos. Seu estilo parece bastante com o dela, muito bom!


Bjus

Ricardo Rayol disse...

Uma crítica ferina rs. Solteirice com prazo de validade é hilário. Aqui no sul quen não casa antes dos 25 se acha titia. Uma lástima. Quanto ao casamento, fórmulas mágiocas não existem. Mas o mais importnate é a amizade e companeirismo de ambos, caso contrário não há amor que dure.

Camila Simas disse...

Não conheço...só tive contato com as crônicas dela pelo jornal, mas vou procurar!

Bjus!

Além do ponto disse...

Oi guria!
ainda não sumi!
sempre te visito, as vezes não comento,mas tô lá!
ótimo este escrito, acho que o tempo está dentro da cabeça e do coração. tudo acontece quando deve acontecer, da maneira que está em nosso caminho...nem antes, nem depois!
beijo grande!

MentesSueltas disse...

Dejo un fuerte abrazo desde Buenos Aires.
MentesSueltas

Naeno disse...

DEUS

Deus o ser invisível que se põe entre nós e os nossos olhos
Uma nascente borbulhante que levanta a areia da profundidade
Um silêncio que se ouve com a quietude do coração
Olhos atentos que nos conta um a um na escuridão, sem velas
Que a todos se revela pela bonificação de acréscimo do seu amor
Um rebento que chora ao ver-Se sair de suas próprias entranhas
E que em nós se acomoda calmamente, comendo e dormindo
Dos mesmos hábitos dos quais já somos costumeiros fazer.
Deus que se perpetua por cada momento, desses mesmos começos,
E que não se finda, mas que se renova todos os dias, nas manhãs
Que ele mesmo traz com o zelo por haver criado.
Deus que na sua magnitude, infinitude, criou um fim imprevisível,
Que a nenhum cabe conhecer. Só o começo, só o meio
Porque o fim, disto de Deus, foi criar-nos uma perfeita obra
Na complexidade de seres humanos. Amados pro Ele incondicional.
Deus que viver não é morrer, mas consubstanciar-se Nele,
E de uma entrega, quase sempre dificultosa, por não sermos
De sua mesma matéria. Relutamos às vezes acreditar Nele
Que vemos, sem precisar dormir para sonhar. Porque Deus
Não é sonho que se conte. E se alguém pensou assim.
Verdadeiramente O viu, e em vendo-O, voltou confuso
Da procura. Que pode ser longa, demorada e curta,
Porque Ele depende de nossa fé, de nosso acreditar dormindo.
E enquanto dormimos Deus, vela nosso sonho
Com o zelo do artista que aprecia as minúcias agora percebidas,
Na obra que criou. E que quanto mais olha mais fica orgulhoso.
Deus é assim, um presente que se abre todo dia e não se amontoa
Sobre nossa cama, porque a cada dia só temos um, o mesmo,
O Deus inigualável, o Deus inavaliável, o Deus que se dá mais.
Muito mais... Distando consideravelmente, do que recebe de nós.

...Danizita... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Marchioretto disse...

pos é, as pessoas se preocupam muito em pensar e pouco em sentir... erro brutal de perspectivas....


bjos

Chris... disse...

Que Blog Maravilhoso!!!
Você escreve mesmo hein?!
Seus textos são DD++ !!
A gente começa a ler e não quer parar... Fenomenal!
To te add nos meus favoritos...
BJOS.

Adolescente disse...

Tudo muito complexado, o mundo nos enxe de regras e deveres os quais temos que seguir "a risca" para não sermos ridicularizados ou criticados. O que mais acontece são as pessoas fazerem as coisas para não serem criticadas. Casamento é uma delas! INFELIZMENTE.

Uma boa semana
Beijos

Rollx disse...

If Portugal had conquered Sweden. Then ive could have understod what you guys are writing about.

But that didnt happened. :(

Take care.

Ubis disse...

Ehhheeeeeeee moça bunitaaaaaa,se prepara que já está na minha lista de favoritos,rs.
Sou amiga da danizita e
A-D-O-R-E-I seu blog.
Sou viciada e leio varios todos os dias.Alguns interessantes,outros nem tão assim mas o seu já está "adotado".
Sou publicitaria tb e não gosto muito de escrever sobre manchetes ou fatos para opinarem.Escrevo mesmo sobre minha vida pessoal que é mais doida que a do 007,já dá novela,rsrsr.Mas fique a vontade para comentar e meter literalmente o bedelhão nas minhas traquinagens.
Bjs e fica com Deus !!!

david santos disse...

Tenho que vir cá e estar muito tempo a ver o que tens andado a escrever, mas agora é-me impossível.


Please, it puts fhoto of Madeleine in your Bloggue

Missing Madeleine!
Madeleine, MeCann was abduted from Praia da Luz, Portugal on 03/03/07.

If you have any information, please contact Crimestoppers on
0800 555 111

Please Help

Um mundo novo aos corações corajosos! disse...

Olha, que alguém mostrar-se disponível só porque tá com medo do tempo? Merece nem encontrar amor de verdade!
Por isso é que controlo o tempo com a preguiça; com minha vontade ser der feliz de um jeito simples, com um sentimento de "fugir do trabalho no meio da tarde só pra falar oi".

Boas reflexões.

Eu conheço três casais de amigos-do-peito que tem uma história linda. Sabe aqueles casais que você olha e pensa "não vivem um sem o outro"? Pois é. E eles nunca estiveram apressados, num contaram o tempo, parece até que esperavam um pelo outro. Soa piegas, eu sei; mas é a verdade (e olha que sou meio cético - se é que existe - em relação ao amor).

Chega de relambório!
Beijo!

Jana disse...

Lu, me mandou um texto seus nos meus comentários, agora to aqui vendo, lendo e devorando vc kkkkkk

beijos

lipeburger disse...

sempre perspicaz, sempre com a dramaticidade medida com aparelhos de alta precisão, sempre perfeita! adoroooo!

saudade de conversar contigo lindinha! pena que parece que eu e vc estamos em meio aos mais atribulados momentos! bom poder vir aqui e sentir que estou conversando contigo.

bjs

عمرو غريب disse...

اية الجمال دة

Moita disse...

Li e reli.

Tudo com muita perspicácia e inteligência. E o melhor-o mérito, a clarividência. É exatamente o acontece.

1 cheiro

pseudônimo disse...

e tu limpando a casa...

fabiana vajman disse...

Bom, eu sou casada há onze anos (descontado o tempo de duas separações)e tenho 33. Casei cedo, e acredito que o que acaba com um casamento basicamente é a falta de foco. Querer estar casado, apesar de todas as dificuldades, faz toda a diferença. Casamento é um troço chato, na maior parte do tempo. Cada um com as suas manias, suas chatices, TPM, falta de grana, divergência quanto á criação dos filhos. É chato. Mas às vezes, deitar numa cama capenga pra ver um filme comendo pipoca é o melhor programa do mundo. Ter alguém que voc~e sabe qu ete conhece como ninguém e apesar disso te ama pode dar o sentido às nossas existências mesquinhas.

*Clara* disse...

Tanta coisa pr pensar lendo esse post!

A verdade é que não sei te responder ainda! Depois de 16 anos, meu casamento, acabou. Por que?! De verdade, eu não sei!

Beijo.

Aninha disse...

A.M.E.I Brenoca!!!
Pra variar arrasando...
saudades!
beijo

...Danizita... disse...

Oi Brena!!

Nos surpreendendo sempre hein...

Ui ui ui!

Bjão

p.s: Estou com saudades amiga!

Anne Baylor disse...

Olá...
Vim conhecer seu cantinho...
Adorei..
Concordo com vc em tudo que falou sobre o amor, mas complemento que além de quente, vermelho, ele sabe ser sereno... E encontrar alguém que saiba mesmo que amor nao quer dizer necessidade, não quer dizer suprimento, é mesmo difícil.
Encontrei alguém que descobriu que amor é doação.. Assim..
Não se acaba como fumaça!!

Bjs

...Danizita... disse...

Eu não acredito...!

Então eu faço pra vc...! Vou até BH só pra fazer pra vc...rsrsrs

É só me passar a data de aniversário...rs

Bjão

Um mundo novo aos corações corajosos! disse...

Moooça-de-Deus, o link que tem aqui (A Gente Sempre Tenta) é do meu blog (esse blog que vc deixou comentário agora!) Rs!

Beijo!

Anônimo disse...

Querida Isso é o de menos...

Afinal niver é agradecer a Deus todos os dias para contemplar mais um dia que ele nos deu...!

Bj

Danizita

mojitos disse...

...e eu sempre por aqui, também.

A diferença é que você está viva no blog. Eu estou definhando.

Um dia eu volto...
Acho que é hoje. É, vai ser hoje.

Um beijo.

Ubis disse...

hehehe sim é ela mesmo a foto.
No aniversário dela do ano passado ou retrasado,não me lembro.
Bjs...

Késia Maximiano disse...

Ahhh Brena...
Adoro o teu cantinho...
Com certeza q o amor te faz achar belo o q pra tantos eh tão sem importancia..
Não há nada melhor do q estar com kem se ama.. e pro amor não tem tempo nem hora marcada.. simplesmente acontece... aos 15 ou aos 40... o lance eh saber esperar e qndo acontecer, permitir q aconteça com intensidade... Exatamente como vc falou: "Nada de morno!!!"

Bjão...
ótima semana pra ti..
bjoooo

Márcia do Valle disse...

Concordo e assino embaixo

Sueli disse...

Só uma pergunta: "Prá que casar, hein?"

david santos disse...

Nada disso. Não precisas de pedir desculpa pelas aspas. Este teu "Fiscal do tempo" é espectacular! Embora com algum (cinismozinho) pelo meio só lhe dá mais valor. Sim, senhora! Este texto enche-me as medidas. Realista. Casar, amar, estar velho para casar, estar novo para casar, mas o que é isto? Já ouvi falar em amor e casamento em segunda mão, mas o teu trabalho dá um bom toque aos alcoviteiros ou alcoviteiras que se pôem a mandar palpites. Totalmente de acordo com o teu "Fiscal do tempo". Não é que não concorde com muito do que escreves, até porque adoro ler o que escreves, mas desta vez estou totalmente de acordo. E eu que já não passava aqui há tanto tempo com tanta coisa boa para ler... Mas era impossível. Tenho estado em África e, infelizmente, em locais onde a internet não tem lugar. Onde há coisas bem mais necessárias e que têm toda a urgência: crianças, querida amiga, crianças.
Bem, desta vez dou-te; e não é por favor, os meus maiores parabéns.
Abraços.

david santos disse...

Ah, trata-me bem esse meu amigo Egípcio. Pois é uma pessoa espectacular. Aliás, como todos os egípcios.
Obrigado

RC disse...

Oiê, tô debutando e adorando tudo por aqui.
Tô vivendo um momento assim: já fui noiva e desisti, tive outro relacionamento que ansiava casar, ele não quis. Agora o destino mostrou que é o senhor de alguma coisa que não sei o quê e colocou na minha vida uma pessoa muito mais nova que está virando minha vida e meu coração de pernas pró ar. E eu estou adorando. AH, isso faz apenas 3 meses!!!!
Recebi um convite para ir morar com ele. Sabe, até que a idéia me atrai....risos.
Voltarei, me aguarde e se puder, passa por lá tb. http://mundinhodarosi.blogpost.com

Carolina Braga disse...

'E vou viver ainda cada instante se valer a pena. Se der emoção. Se acelerar o coração.'


:D