31 julho 2007

JOGOS

Entenda de uma vez por todas: eu não agüento mais fingir que não te quero. Cansei de fazer o seu jogo. De fingir que não estou nem aí. De me segurar cada vez que tenho vontade de te ligar pra falar de nada. De fingir que não te vejo toda vez que a gente se encontra por aí sem querer. Quer saber a verdade? Eu gosto de você. E, por mais que doa em mim admitir isso, acho que passou da hora de eu te dizer.

Assumo: não sei jogar. Sempre que tento, perco. Sempre que jogo, me jogo. Arrisco. Não sei falar frases pela metade. Não sei gostar pela metade. Não sei estar com alguém pela metade. E muito menos vou aceitar suas metades. Cansei de ser a sua segunda opção. De ser o seu refúgio da madrugada. Cansei de ser a carinha bonitinha que você encontra de madrugada e jura amor eterno.

Posso repetir quantas vezes for preciso pra você entender: suas palavras não valem nada. É sua atitude que conta. Se amar for isso, então, vá amar outra mulher. Vá fazer outra de trouxa. Vá jurar amor eterno numa noite e ser visto com outra mulher no dia seguinte. Sinceramente, não entendo.

Se me ama, me prove. Coloque seu coração à prova. Porque eu cansei de colocar o meu. Cansei de dar a alma pra bater. Cansei de esperar por seus telefonemas. De esperar por você. De acreditar em você. Você diz que me ama mas nem ao menos me conhece. O que você sabe sobre mim? Meu nome? Meu sobrenome? Que eu gosto de chocolate? Que eu gosto de música eletrônica e de Madonna? Pouco. Você não me conhece. Não conhece meus sonhos. Não esteve no meu passado e é muito provável que não esteja no meu futuro.

Sabe de uma coisa? Eu mentia pra você quando me mostrava apenas como um corpinho legal. Tudo mentira. Aqui neste corpo, meu bem, tem uma cidadã completa. A mesma cidadã que te abraça e faz carinho no seu cabelo enquanto você dorme. A mesma cidadã que esquenta seu corpo nas madrugadas quando seu celular só precisa discar um número. A mesma cidadã que te atende prontamente de manhã, de tarde e de noite. A mesma cidadã que responde todas as suas mensagens sexta-feira à noite enquanto espera, de você, um convite seu pra sair. A mesma cidadã que finge o tempo todo pra você que não te quer só pra fazer o seu jogo de não-querer. A mesma cidadã que se deixou levar pelo seu papo mole e agora percebe que o mais mole é você. A mesma cidadã que banca a durona do seu lado. A mesma cidadã que nunca vai jogar com você.

Queria fazer o seu jogo, só pra ver você perder.

55 comentários:

Luiza Lisboa disse...

Buááááááááá.... ah não Brena.. pára ow, tô de tpm e vou chorar aqui! Adorei, amei... buááááááá... sem palavras! rsrs...
Acertou em cheio! Brigadinha!
Luv u!
Bjos!

Fui a primeira a comentar!!! Uhuuuuuuuuu!!! Até parei de choramingar aqui!

Anônimo disse...

Achei que ia ser a primeira a comentar, hahah, engraçado.. ia te mandar um scrap agora, pedindo pra vc att o blog :D
Mesmo com mto sono, gostei, adorei e amei!
Vou ler de novo amanhã ;P

*.*

;*

Anônimo disse...

OIeeee
Nossa.. sem palavras,
como sempre née querida...
auheuahea
Mando mto bem ;x
mutio tudoo a vee esses seu post.
Adorei pakas.
bejinhusss

Cy® disse...

Olá, Brena!
Muito bacana esse seu texto, por me lembrar de um fato ocorrido recentemente comigo. Da mesma forma. Igualzinho. Sem tirar nem pôr. Principalmente a parte em que dizes "Queria fazer seu jogo, só para ver você perder".
E a gente esquece que quem mais sai perdendo somos nós mesmas, pois mudamos nossa atitude, nossos gostos, esquecemos de nós mesmas e trocamos por uma farsa, apenas pelo "gosto" do jogo. E quando percebemos: "Ôpa, cadê a gente?"
Voltemos à nossa identidade!
Sinta-se plenamente apoiada!
Bjx,
Cy®

P.S.: Daí, quando decido voltar à minha identidade, ele liga - para mim, para as amigas - me procurando, pede para nos encontrarmos. Nem acredito que tive a coragem de dizer não, sabia? De dar um basta...

Anônimo disse...

Eita que além de ser linda, escreve bem demais!!!
Parabéns...vc abala em tudoooooooooo!!!!

Bjos

Vida Nómade disse...

Show!
E quer saber?

Traga na coleira

rssr


Bj

Ricardo Rayol disse...

Brena, um incrível VTNC. É quase impossível que alguém possa amá-la pela metade. Não suje a mãos por tão pouco. Você não merece isso.

Anônimo disse...

Espero que ele leia isso aqui. E ai sim ele vai sentir que perdeu, não o jogo, mas um grande amor, ótimos momentos com uma grande pessoa. Lindo seu texto (como sempre). Beijo.

Cristina disse...

Ótimo, Brena! Como sempre né? Adorei a última frase! :) Beijos

Anônimo disse...

sem comentários!
Amei!

Divã disse...

Oi querida,
poizé...
Com alguns a gente ganha, com outros ficamos mais fortes e assim vamos caminhando...

Bjus
=)

Unknown disse...

Pois é Brena, mais uma vez teu texto fala exatamente sobre o meu momento... a grande diferença é que eu acabo de dizer pra ele que nem vou entrar no jogo, simplesmente pq se não for pra ganhar, não quero jogar... e ele muito sincero, já me disse que não pode e não quer me dar essa chance. Sendo assim, sabendo que não sei jogar e que o fracasso é certo: tô fora.
Como não canso de dizer: Parabéns pelos teus textos.
Jailene.

Unknown disse...

Val?
Tu que escreveu?
Não sabia dessa tua outra face?
Parabéns, msm assim post lindo :)

Kuriozza disse...

E eu fico aqui esperando as cenas dos próximos capítulos..Engraçado, todo mundo já passou por isso.

Sobre o post anterior, acho incrível o seu talento e a sua capacidade de saber exatamente como traduzir o que a gente sente em palavras.. Por mais que a gente não acredite mais no amor, um dia ele apareçe =)

=***

Bailarina disse...

Sabe o que eu gosto nos seus textos? Eles são escancarados. Não há qualquer tentativa de se esconder sentimentos. Você dá vazão, sem medo de se expor ou de quebrar a cara! São manifestos, odes modernos á realidade das paixões e do amor. Me identifico muito com eles...Vivo - e acho que outras pessoas também - exatamente estes dilemas, estas crises...E é isso, os jogos estão aí...como você mesma disse outrora - The players changes, but the game remains the same - Cabe então, á nós, mudarmos também o jogo.Dar um basta e fazer diferente - Não ao pela metade! - Queremos, e merecemos, tudo, por inteiro - E se não for assim, com licença, o próximo por favor.
Enfim Brena, seu blog foi um achado...outro dia mesmo o citei (novamente) no Bailarina e tomei a liberdade de "linka-lo", espero que não tenha problemas, mas se tiver por favor, fique á vontade pra falar. Falando em Bailarina tá precisando passar por lá viu!

Abraços e sucesso para você: SEMPRE!

Tati disse...

oi Brena, pus seu link lá no banana nanica. obrigada pelas visitas!!! bjcas.

Anônimo disse...

É ariana mesmo, se faz de durona até na hora de se abrir, quando estaria mais vulnerável, conheço uma ariana como você, minha namorada.
Spaike
spaike@hotmail.com

Anônimo disse...

É ariana mesmo, se faz de durona até na hora de se abrir, quando estaria mais vulnerável, conheço uma ariana como você, minha namorada.
Spaike
spaike@hotmail.com

Ana disse...

leio seu blog há alguns meses e fico feliz que vc não bloqueou o acesso! mto bom!
seus textos são pura identificação! te coloquei nos links do meu blog tb, espero q vc não se importe!

bjs, Ana.

Unknown disse...

Interessante demais!! Quem já não se sentiu assim?
Voltarei mais vezes...
boa semana pra vc!

Esther disse...

Parabéns pela reação, linda..Acalma teu coração agora! Bj

Anônimo disse...

Putz Brena... como sempre perfeito!
Adoro ler seus textos, como já disse antes, me vejo tanto neles...
Oh my Goooooooooooood!!!
beijokas, Bella

Anônimo disse...

"...A gente quer inteiro, não pela metade..."
Mas n se esqueca: As vezes, esses q nos dao a dor so desejavam era nos dar o gozo, o riso, a paz...
Mas se for ausencia de magica...amar tb eh deixar partir...
De Mahdia, com a brisa do mediterraneo, te beijo.

Unknown disse...

è Brena...
Viver pelas metades não se pode..Nem sofrer pelas metades vale a pena.. Tudo tem que ser intenso e verdadeiro..

Um grande beijo e sucesso.

=]

Adolescente disse...

Como sempre, lindo!
É incrível como qualquer um, pelo menos uma vez na vida, acaba fazendo esse tipo de jogo, já fiz e não foi bom, no final saímos sempre maxucadas!
Beijos e uma linda semana

Feliz disse...

é, breninha. tem que ser inteiro, com borda de catupity & tudo mais.

Jujú disse...

Putz Brena...ler isso me fez chorar agora! Porque sei EXATAMENTE sobre isso que vc diz.

Sempre achei que eu era errada por não saber jogar, por odiar jogar com meus sentimentos e com o dos outros. Sempre me achei burra por não fazer o que a maioria das amigas sempre fizeram numa boa!

Ai, como dói a gente se jogar numa relação, se doar completamente à alguém que nem te conhece. Como eles podem dizer tão facilmente que nos amam, se mal nos conhecem, se não nos respeitam como merecemos, se não respeitam nosso sentimento.

Eu cansei de ser só mais uma e nada mais. Cansei de não significar nada, de ser esquecida tão facilmente, de virarem minha página com essa facilidade absurda!

Cansei de apostar com minha vida!

Amei o texto...phoda, como sempre!

Beijocas

Jujú disse...

Putz Brena...ler isso me fez chorar agora! Porque sei EXATAMENTE sobre isso que vc diz.

Sempre achei que eu era errada por não saber jogar, por odiar jogar com meus sentimentos e com o dos outros. Sempre me achei burra por não fazer o que a maioria das amigas sempre fizeram numa boa!

Ai, como dói a gente se jogar numa relação, se doar completamente à alguém que nem te conhece. Como eles podem dizer tão facilmente que nos amam, se mal nos conhecem, se não nos respeitam como merecemos, se não respeitam nosso sentimento.

Eu cansei de ser só mais uma e nada mais. Cansei de não significar nada, de ser esquecida tão facilmente, de virarem minha página com essa facilidade absurda!

Cansei de apostar com minha vida!

Amei o texto...phoda, como sempre!

Beijocas

Paula Estrela disse...

Brena,

Jogos s�o sempre pat�ticos, n�o eh mesmo??
Se voc� perde sai de cora�o ferido ...
Se ganha percebe que seu "trof�u" n�o vale ...
Ainda tem gente que se "especializa" nisso kkkkkk.

Conhe�a as regras e fuja, baby, corra enquanto � tempo!!!!!

Bjocas de cora�o!
Saudades de vc!

Anônimo disse...

Ei querida. adoro os seus textos, leio todos! até coloquei este último no meu orkut, com os devidos créditos, OF COURSE! continue assim! bjinhos!

Simone Luz disse...

Desculpe a invasão no seu blog... mas não podia deixar de comentar esse texto belíssimo. Gostei muito!!!
Parabéns pelo blog.
Estarei sempre passando por aqui.
Bjus

Simone Luz disse...

Você escreve como eu gostaria de escrever, sobre coisas que eu também gostaria de escrever e com sentimentos que eu tenho para escrever.
Nossa!!! Dá vontade de ler todos os seus textos e copia-los rsrs... mas fica tranquila, não o farei rs só admirarei.
Bjus
Simone

Moita disse...

A moça soltou os cachorros. Tomara que ele leia.

2 cheiros

Anônimo disse...

das duas, uma: ou ele "simplesmente não está a fim de você" ou ele é muito do bobão. cai fora.

Anônimo disse...

Nossa PERFEITO!!
Acertou em cheio mesmooooo!
Infelizmente é assim q acontece!
Vc escreveu de uma forma, resumida mas completa, não faltou nem uma virgula!
PARABENS
SHOW DE BOLA!

beijos

Jefferson disse...

BRENA e suas visões (certissímas) sobre relacionamentos...adoro vir aqui. Embora pertence ao outro lado da força, não posso não deixar de concordar com cada palavra que você escreveu.

Beijo grande e obrigado pela visita!

Bailarina disse...

Olá Brena...
O Bailarina está atualizado com um novo conto...Passa lá!Espero que goste!

Bjim

Anônimo disse...

Nossa.
Esse texto virou um dos meus prediletos!Eu quero ser = vc qnd crescer!!
parabens

Anônimo disse...

Amiga arrasando como sempre!

Anônimo disse...

retiro o que eu disse, brena. diz o que tem que dizer, e se ele não te merecer, azar dele. seja feliz.

عروس البحر disse...

this blog is very nice

Anônimo disse...

gyjtu jyjku yguuhvj ythu67 hyuvi6b7t uyhik gjkh etjk gvtfg gfcy tfyhcrt bn jh bvfhj hgjivby vtffuvtih gfvuhjin ghbtui hbgiu bguybgbiukhg hjklgg ijgfyigeddfhrt n ghuiku yirhntr5rn fdouifr hykjcf jeudnkb eruklfd jio9 yrtfjfjd hkfkv cjmnhnhukn hhkgf kbgcl,hg kbv c fnnkfdj vn

Anônimo disse...

hello

Anônimo disse...

Querida Brena, indiquei seu blog para o prêmio 5 Estrelas. Dê uma passadinha lá no meu blog e pegue o selinho, tá bom? (Não esqueça de ler as regras) Beijo grande!

inutilia sapiens disse...

bela a foto, sombra, luz...
belo texto.
belo blog.
abraço.

Unknown disse...

Me lembrou uma música: "Eu sei, jogos de amor são prá se jogar, ah, por favor, não vem ensinar, o que eu já sei".

Palavras lindas de viver, como sempre.

Beijocas!

Elza disse...

Olá!!
Estou passando por aqui para dar meus parabéns
pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
Seu blog é muito original, parabéns 2x!
rsrs..
boa semana.
=]

inutilia sapiens disse...

ei moça, estou de volta...
então.
a respeito do blog... sempre que as fotos são minhas eu dato digo o lugar e tal...
gostei de você ter gostado!
=)

apareça, gosto muito daqui também.
beijos.

david santos disse...

Brena, cá temos o seu feitio, que tanto gosto implícito. "Mentiras sinceras".
E assim resumo o meu comentário a este texto.
"Jogos" não quer o que "Mentiras sinceras" entendiam como necessário.

Abraços,

David Santos

Anônimo disse...

Jogar assim, só se tirar o coração da frente e não olhar um minuto sequer para ele.
Bjitos!

Nine Vaz . disse...

perfeito !

Carolina Braga disse...

'Aqui neste corpo, meu bem, tem uma cidadã completa.'

*-)

o homónimo disse...

Olá , adorei todo o texto!! Identifico-me com a sua perspectiva de ver esse tema!

Thamyres disse...

Brenaaaaa..
o0i..Sou muito fã sua cara..
amo seus textos..e me identifico com vários..
e tenho uma amiga que escreve tbm..
ela é novinha como eu (15..16)..mais os textos dela são fascinantes como os teus..
queria que desse uma olhada lá quando puder..

http://diasdefrida.blogspot.com/

0brigadah..

Unknown disse...

Brena,
li esse seu texto no momento certo
o que sinto é tudo isso que você cita nesse texto
queria muito poder colocar esse seu texto em meu blog e colocar que foi você quem fez lógico!

Seu texto me ajudou a tomar uma decisão muito obrigada mesmo

beijos
umas grande fã sua agora!